quarta-feira, novembro 15, 2006

Distração? cansaço??? demência???

AFRICANA said...

"... Já uma vez, tendo eu ido a Guimarães tratar duns assuntos c/o meu ex, saí do carro (uma carrinha de 2 lugares) e como ele se demorava, vim fumar um cigarro cá fora. Ao regressar ao carro, espojei-me no assento e achei que havia ali algo de estranho ... o cinzeiro cheio de beatas !!??!! (ele que nem fuma !!!), havia coisas espalhadas que não me lembrava de ter visto durante a viagem e depois de ter dado mais uma vista de olhos é que reparei que estava num carro que não era o meu!! Comigo, não podia ser diferente!!! Também não tenho culpa que no norte tenham o hábito de deixar os carros abertos ahhaaha
Saltei dele abaixo mais rápida que o pepe rápido!!!! E só me ocorria
"e se me vêem? E se o dono acha que estava a tentar roubar"? Irra, só comigo!!!Ser pitosga já vem de longe!"

Ao ler este “comentário” da nina africana, vieram-me à memória inúmeros episódios ou pequenos actos de desatenção (ou será confusão???) em que eu própria ou alguém muito próximo fizémos “papel de bobos” com maior ou menor aparato, causando-nos algum embaraço.
Geralmente, reajo com umas boas gargalhadas … rio-me de mim própria antes que outros o façam e esqueço o assunto. Mas, sinceramente, será apenas cansaço??? Pura distracção??? Os primeiros sinais de senilidade??? Ou algo pior que nem me atrevo a sugerir??? Será melhor começar a preocupar-me ??? Terá remédio ???
A gafe mais antiga que me lembro ter cometido, remota a uns 8 anos atrás. Um dia, sento-me com o meu marido num restaurante perto do trabalho e entusiasmada, dirijo-me ao indivíduo que se mantinha à porta e peço:
- "hoje quero umas sardinhas assadas, se faz favor" !!! e responde ele prontamente sem se mexer do lugar e em ar de gozo:

-"Ora aí está uma boa opção ... é isso mesmo que eu tb vou comer" !!! Só depois reparo no embaraço do meu marido, olhando um e outro alternadamente e dirigindo-se a mim, diz
- Enão não conheces o André? Era simplesmente um colega de trabalho que eu até via frequentemente eheheheheheh
E a trocas de nomes??? Bem, ultimamente ocorria com tal frequência que optei por dizer "Oi" ... "olá" ou "Hello" eheheh
E os utensílios, sobretudo em casa, que mudam constantemente
de lugar??? vá-se lá saber como!!! Alguns aparecem nos sítios mais absurdos!!!
Quem comenta??? quem partilha comigo alguma experiência, para eu não me sentir muito sozinha??? eheheh

23 comentários:

Pascoalita disse...

Que terão as imagens a ver com o tema? perguntarão :-)

Pois bem ... isto foi escrito "em cima do joelho", msm mto à pressa (a horas k já devia estar em sono profundo eheheh) e qdo procurava uma imagem adequada, encontrei a primeira, cujo título é "doida". Ora, é isto mesmo! pensei.
Como achava o espaço mto vazio (gosto de mta decoração) procurei algo k traduzisse o "caos" em k por vezes tenho esta carola eheheheh
Esta pode ser classificada de enigmática ... o nome é "dama_caparros" e é provavelmente famosa. Eu de enigmática não tenho nada, mas lá k me revejo ali ...

Tita disse...

atrás da palavra demência, vim dar aqui e pra não te sentires sozinha, posso contar uma coisa?
há tempos abracei um desconhecido, convencida k era o meu namorado. juro k é verdade! ele tava de costas e pelo sorriso k fez a seguir, acho que gostou buéééé :-)

Jotabê disse...

Eu falo muito, e gesticulo efusivamente ao mesmo tempo que falo. Há uns anos atrás, num centro comercial, ia ao lado da minha mulher entusiasmado com uma conversa, e com aquele aparato todo de gestos, a minha mulher parou numa montra, que lá teria algo mais interessante que o meu relato, eu não reparei, continuei a andar e a falar sozinho, fiz o corredor todo, ainda deviam ser para aí uns bons 30 metros, as pessoas que se cruzavam comigo, olhavam-me com um ar estranho, quando reparei, olhei para trás, a minha mulher ainda estava na montra, e as pessoas todas a abanar com a cabeça, como que a dizer, “aquele gajo está mesmo maluco”. Fiquei parado, de ombros caídos, a pensar na figura que acabara de fazer, passou um homem que me disse com um ar de gozo, “- Deixe estar homem, que já me aconteceu o mesmo, é nestas alturas que a gente vê a importância que temos para a mulher, quando há lojas por perto.”

:)

Beijocas

AFRICANA disse...

ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhahahahhahhaahhahhahaha, ó JB,na verdade a gente faz cada figura mais triste!!!Mas essa tua tá óptima!
A minha aptência para fazê-las é das melhores, são tantas que já nem ligo e acabo por as ir esquecendo, tal a frequência!

Estou a lembrar-me de uma que tem uma semana..( acho que enquadra em qualquer uma destas 3 situações) fui comprar uma prenda para uma amiga minha, isto já pelas 18h, e nesse dia alguém de família me tinha deixado a beira dum a.v.c. Estava de tal forma desvairada,bem espelhado com toda a certeza no meu rosto, que entrei na loja,fiz a compra, nem sei eu bem como tal o meu estado, e quando fui pagar entreguei o cartão de ponto aqui da chafarica( onde no topo tem o nome da instituição),a senhora tão "distraída" quanto eu, aceitou-o, meteu-o na ranhura da maquineta multibanco e nao dava nada, claro!Fez uma segunda tentativa e como de novo nada desse..olhou para mim, olhou para o cartão e deve ter pensado com uma ar de espanto e de comiseração em simultâneo,após ter lido o nome da instituição..."esta deve ter tido um dia duro"... e com uma voz bem calma e como se me estivesse a pedir desculpa pelo meu erro,disse "desculpe minha senhora mas este não dá"!Olhei para o cartão, olhei para ela,sem perceber muito bem o que é que ela estava a dizer e porque é que o bendito cartão não dava!Olhei para ele e sinceramente não entendia o porquê desse facto!Imaginem que só segundos depois acreditei que ela devia ter razão quando li o que estava escrito no dito rectãngulo...enfim...ahahahaa, destas são tantas..

AFRICANA disse...

haahahahah, em resposta à Tita

Tita...há alguns anos atrás ia a conversar com o meu (ex) marido e afastei-me por uns momentos...ao voltar à cena que tinha deixado segundos antes, enfiei o braço no que sopunha ser o dele e continuei a conversar, embora não obtivesse resposta...só dei fé que não era ele porque o dito transeunte era muito mais alto e senti que o meu braço não estava nivelado!!Não sei quem ficou mais espantando se eu se o dito cujo, pois este nem piou e o meu respectivo por ali a rir da cena! hahaahhaahhaahaha

resteas disse...

uau que coisinhas boas vc contam!!!! E eu que só vi isto agora que ontem na andava por aqui!!!!
a da mizé foi boa a pedir ao colega sardinhas ahhh bem só se as fosse pescar lá no serviço!!!!
Tita ahhh, só gostava de evr a cara do homi!!!claro que dá um gozo danado ser-se abraçado por quem nem nos é nada e nunca nos viu mais gordos..Gostei
Jota então..Inda por cima continuaste e uma boa kilometragem!!!! a falar sózinho, mas não vivemos num mundo de doidos?? Gostava de ver, pois..que embaraço ahhhhhhh, mas isso não é nada, foi só pelo gesticular que fazes, é que o meu pai gesticulava imenso e o que tivesse à mão ia no gesticular também!!!não é que aqui em plena cidade ia de guarda chuva fechado e a falar comigo, paramos pois que como não ouço e leio nos lábios, mas continuou a gesticulação..e valha-me DEUS, não é que o homi que ia a passar feliz da vida (era sexta feira!) levou com o dito nas trombas..quase..porque eu saltei e agarrei o guarda chuva!!!!fechado..o Homem riu-se pois, mas se acertasse duvido que se ficasse só a rir..ai o meu velho!!!
Pascoalita isso na é nada, faz parte de nós e não é demência nems enilidade.Acredita que levei meia hora a encontrar os meus óculos na minha cabeça!!!! e já pus a faca de cozinha na gaveta dos vegetais na geleira, já deitei e sempre a ver o que estava a fazer..açucar no refogado do arroz..xi e lava roupa em detergente com o copinho cheio e tudo na àgua da sopa!!!! e continuei pousei o copod entro da embalagem e fui buscar a colher de pau..só que!!!!!e sinto-me lindamente, e inda nem foi há anos!!!!

AFRICANA disse...

Não sei quem...mas alguém vai ter que retirar esta última mensagem da laura que veio em triplicado...tal a vontade que tem em escrever! ahahahahaahah

Pascoalita disse...

eheheh JB, mas eu fiz algo pior que tu. Foi algo semelhante ao que a nina africana descreveu (Se já lidasse com ela nesse tempo, diria k era contágio eheheh) só que no meu caso, não era suposto acontecer ... ainda era na fase do namoro eheheh
Na confusão à saída do metropolitano, com a confusão, tb sempre a falar pois é o meu estado normal, enfiei o meu braço no braço mais próximo que encontrei!
No meu caso demorei algum tempito mais a dar plo erro pq o mê manel é dos caladitos, logo tava habituada a "falar sozinha" né? (já nessa altura, imaginem hoje eheheh) mas já tinha subidos alguns degraus da estação, atrelada ao dito cujo, qdo reparei que não íamos apenas dois. Ele levava a namorada "atrelada" do outro lado!
Bem, acho k nem piei!!! larguei-o e lembro-me que fiquei furiosa, pois uns metros atrás lá vinha o mê manel, nas calmas, a observar a cena na boa eheheh

Pascoalita disse...

Laurita, cá em casa não têm conta as trapaças que eu faço!
- Um pudim k saltou pra panela de pressão cedo demais e o leite ficou no púcaro!
- uma torta de laranja que posso garantir k estava deliciosa, levou com sal refinado em vez de açucar ao ser enrolada!
- um laxante k me entra no bucho disfarçado de LEXOTAN!
ehgeheheheh

Pascoalita disse...

nina africana, tu és testemunha, né? isto já não deve ter cura, não achas? o melhr será não ligar. como tu dizes, já não é defeito ... é feitio eheheheh

Pascoalita disse...

Ora vejamos qual foi a mais recente ...
se descontar "a torta que ficou direita" ... o último "chiffon k virou panqueca" (juro k é verdade!!!) ... a camisa do meu filhote num lindo tom de azul k passou a rosa à conta duma minúscula "pintinha" k tinha no colarinho ... a encharpe em k o ferro abriu 2 janelos (lembras-te, africana?? eheheh) tirando isso tudo, a mais grave msm ocorreu há uns 2 meses atrás:
Ia tão embrenhada nos meus pensamentos k me esqueci de sair na minha estação! Cheguei ao Marquês de Pombal e voltei em sentido contrário, mas ... não é k mais uma vez volto a deixar passar a minha estação? eheheheheh
Nesse dia cheguei a pensar k algo me tentava impedir de ir trablalhar. O que vale é que não sou supersticiosa eheheheh

Pascoalita disse...

Há uns anos atrás, tínhamos um ambiente mto fixe lá na chafarica (pode parecer absurdo, mas actualmente eu e a nina afrianca trabalhamos naquilo a que chamo o último oásis num departamento k já foi bem conceituado mas k hoje não pasa de um dos mtos "covis" k abundam por aí.

Era frequente juntarmo-nos a meio da manhã, cerca de 15 minutos, na sala de chá e cada uma de nós partilhava estotietas destas. Era cada uma k até pareciam duas eheheheh
genteeee, o k nós ríamos! e que bem nos fazia!

Pascoalita disse...

Olá, Tita :-) obrigada por passares por aqui e partilhares esse episódio connosco.

Pascoalita disse...

Uma colega minha já aposentada há uns 8 anos, era raro o dia em k não nos contava episódios caricatos, em k era ela a protagonista. Cada um melhor k o outro eheheh
Qdo ela baixava a cabeça, sorria e começava ... "hummm eu contava-vos uma coisa, se prometessem não se rir de mim" eheheheh

claro k inda não sabíamos o k lá vinha, já nós todas (éramos 7 na sala, incluíndo a chefe!) nos desmanchávamos a rir, parávamos de trabalhar e pedíamos em coro "conta! conta!"
Bem, à Irene acontecia-lhe de tudo, tadita (lembram-se de ter contado que numa semana foi roubada 4 vezes? eheheh)
- Um dia foi o pescoço que ficou de fora qdo ela fechava a janela que andava a alavar (passou uns dias a queixar-se)
- uma outra vez chegou ao trabalho a queixar-se duma mão k tinha deixado dentro da gaveta eheheh
- uma outra vez, pelo natal, ao fazer as filhós (aquela receita da beira alta, sabem?), partiu o tampo de mármore da mesa, tal a força aplicada e este caiu-lhe num pé (tadita eheheheh)
- mas a melhor de todas foi qdo resolveu fazer concorrência ao pintor "Salvador Dali" ...

um queijo da serra mto amanteigado, acabadinho de chegar da sta terrinha (sabugal)k deixou a arejar sobre um pano branquinho num degrau dum escadote, na marquise, num dia de sol ... qdo chegou a casa, o dito tinha escorregado degrau a degrau até ao chão. Se vissem a cara dela a contar-nos eheheheh
mas, não acham k Dali se deve ter inspirado em algo assim??? quem sabe se não lhe terá acontecido algo parecido!!! eheheheheh

Brincadeira à parte, aproveito para deixar aqui um beijinho à minha ex-colega k está gravemente doente.

Pascoalita disse...

Ainda no trabalho, onde sempre trabalhei em stress, há uns anos atrás, uma colega minha tb já aposentada (a Alex) pediu-me ajuda para agrafar um "monte de papeis"
Apareceu-me junto da secretária com ambas as mãos ocupadas a segurar os ditos papeis e pediu:
- "agrafa-me isto!"

E como eu sempre fui prestativa e colaboradora (a nina africana não me deixará mentir eheheheeh) claro k de imediato puxei do agrafador de mão, (daqueles do tipo alicate, sabem?) e ... pimba!!!
Ainda hoje não sei bem o k aconteceu ... só me lembro de ouvir a Alex dar um gemido, seguido dum BERRO tão alto k se ouviu no R/C (nós trabalhávamos no 4º andar eheheh)
Segundo ela, eu "agrafei-lhe os dedos!!!" eheheheheh

Eu explico:

Não agrafei nada os dedos!!! ela terá metido um dedo entre as partes metálicas do agrafador ... eu não reparei, dei o primeiro impulso e ela queixou-se.
Ao ouvi-la, larguei o agrafador, o que foi pior, pois aí o dedo dela ficou msm "entalado" eheheh
Bem, foi o pretexto para adquirirmos um agrafador eléctrico :-)
Mas a Alex não perdia a oportunidade de me lembrar "tu não me gramas ... um dia agrafaste-me os dedos"!!!

Laura disse...

Já na dou pa rir mais, páginas assim é que são boas para desentupir a nossa cabeça!! Abençoada segunda feira que tá a chegar!!!!Conta mais quando te lembrares...

Laura disse...

Pá próxima agrafa-lhe a lingua e já nem diz mais que não a gramas..se ela é que enfiou os dedos ali ahhhhhh

AFRICANA disse...

...atrás da palavra demência, vim dar aqui( da Tita)
E vieste muito bem amiga!!!!Aterraste no sítio certinho!!!!hahaahah

...Só mais uma das minhas que se enquadra neste assunto...hoje de manha dei-me ao trabalho de perguntar se algum dos meus meninos daqui queria algo para comer uma vez que ia ao café...o encarregado da sala levantou a voz.."quero eu"!Traz-me um croissant misto".Com certeza respondi.Mal saí da sala, peguei da vassoura, varri o cérebro e nunca mais me lembrei.Cheguei e como nada dissesse, perguntou ele.." esqueceste-te"? Eu?!De quê? Do croissant!Heich!! esqueci-me!A Pascoalita imediatamente ofereceu-se para lá voltar e diz-me ele..."das-lhe o dinheiro que te dei"?Abri muitos os olhos e com o mesmo ar de parva perguntei...tu deste-me dinheiro?Sim, 5euros.Rabusquei os bolsos e na verdade encontrei uma nota no bolso de trás das calças...mas vocês lembravam-se que o tinha lá posto?Não? Eu também!!E acreditem que se ele não fala...nunca lho ia devolver,juro!!!

Laura disse...

ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh ihhhhhhhhhhhhhhhhhhh ohhhhhhhhhhhhh mas que cabeça a tua minha mana querida!!!!tens que descansar, só que tendo um dia livre, metes-te logo em andanças e nem descansas!!!!
mas que giro isto, já me ri bastante só com o teu cadinho!!!!

Pascoalita disse...

Mana africana, o k vale é o ambiente saudável k aqui reina! assim nem me importo de cá trabalhar mais uns anitos :-)

Bem, plos vistos vou msm ter de trabalhá-los quer me importe quer não, por isso mais vale conformar-me e desligar-me das coisas negativas k nos rodeiam.
jinhos

AFRICANA disse...

Mana africana, o k vale é o ambiente saudável k aqui reina! assim nem me importo de cá trabalhar mais uns anitos :-)

"Mas é claro que vais cá ficar!
Quem nos ia limpar a baba quando já não dissermos coisa com coisa, ou andarmos a fazer às pinguinhas pelos corredores?!?!Só nos temos uma à outra, mulher!! haahaha

Já reparaste que estamos rodeadas de homens, tanto aqui como em casa!?Achas que eles nos mudam as fraldas quando a incontinência chegar?!A menos que nos "sujemos" e aí Pascoalita...metem-nos na "OTE" ( um espaço de secagem e extracção de cheiros que temos mesmo atrás de nós,liga-se à
corrente e ali fica a trabalhar, mas não sei o que incomda mais se o cheiro se o barulho que faz) mas a fralda...essa não ta mudam, não!! ahahahah

Pascoalita disse...

mana africana, hoje foi daqueles dias que senti msm vontade de abandonar o barco :-)
mtos dias assim e ausento-me temporária ou definitivamente!

Laura disse...

Pascoalita se abandonasses o barco a nina africana naufragava..xi nem faças isso se vais à proa e ainda aguentas o barco,se a deixas só afundamento à Ré!!!!!