sexta-feira, agosto 29, 2008

Pobre Valete ...


Lembram-se da "Raínha de cabeça perdida"???

Certamente também se recordam de ter manifestado estranheza ao ver estas figuras e a pena que me inspirou ver a coitada de "cabeça torta" supostamente perdidinha de amores".

Mas o nosso querido Imperador Romano Marius 70 fez a gentileza de me sossegar ... transcrevo aqui as suas palavras:

"Sobre estes azulejos. Esta dama é a dama do conjunto Dama e Valete onde Eduardo Nery criou algo surrealizante (como ele o definiu) nas chamadas "figuras de convite" que figuravam no século XVIII nas entradas, nos vestíbulos e escadarias nos edifícios dessa época.
Uma forma diferente de apresentar a arte antiga em moldes contemporâneos.

Creio que fez um bom trabalho pois se a Dama perder a cabeça lá estará o Valete com o ombro amigo para a segurar!"

Fiquei tão comovida que prometi a mim mesma que um dia os juntaria!!!

Pois esse dia chegou, mas confesso que o estado do Valete não me parece melhor que o da sua Dama, deixando-me igualmente preocupada. Sofrerá o coitado de dupla personalidade ou de patologia grave ??? E estará fisicamente capaz de proporcionar o "apoio" que a sua amada Dama necessita? hahah

De qualquer forma, aqui bem juntinhos poderão tentar endireitar a cabeça e tudo o mais que acharem por conveniente ahahah

(Painéis de azulejos na Estação do Metropolitano no Campo Grande, Lisboa - Eduardo Nery )

12 comentários:

Cusquinha endiabrada disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cusquinha endiabrada disse...

Xiii o coitado do Valete parece ter virado "centopeia" ahahah

Teté disse...

Confesso que não aprecio muito estes azulejos modernaços. Isto porque dá ideia (especialmente o valete) que havia umas caras, ombros e mãos a mais, e falta de pernas e o assentador de azulejos encolheu os ombros e juntou tudo de qualquer maneira. Ou isso, ou já tinha bebido uns canecos a mais!!!

Mas de resto gosto bastante de azulejos antigos, a imitar antigos ou até modernos, mas assim destes "surrealistas", ná! ;)

Jinhos, nina e bom fim de semana!

Laura disse...

ehhh tu ja andas cansada de todo e vês tudo a dobrar, coitado do valete que ia endireitar a cabeça da maria!...antes endireitasse a tua que precisa mais, mas, o remendo nem assentaria bem em ti... Jinhos.

Garota Chorona disse...

Taditos (da Dama e do Valete) Tão msm em mau estado. Devem ter alzheimer e decerto já nem sabem para que servem as "cabecitas e tudo o mais" ... é tão triste que até apetece chorar ...

Pascoalita disse...

Cusca endiabrada,

Inda tu não viste todos os azulejos ahahahha

Há posições em que o coitado bem tenta esticar-se a ver se chega à dama, mas como ela se inclina para o lado oposto ...

Pascoalita disse...

Teté,

Também gosto de azulejos antigos, mas isto parece-me um trabalho feito por loucos, daqueles tipos que escapam do Julio de Matos, sabes? andaram ali ocupados a troco dumas chandolas e dumas beatas ahahahah

Até gosto das figuras, mas não da forma desengonçada como estão.

Mas o defeito deve ser meu ... falta de sensibilidade para arte moderna ahahah

jinhos

Pascoalita disse...

laurinha,

o Valete até me faz doer os olhos! Será feitiço que a Dama fez para que as outras mulheres não se aproximem do seu amado??? ahahahahah

Hummm as fatiotas é que são jeitosas

jitos

Pascoalita disse...

Pára de chorar, nina chorona!!!

Ora, não sabes que há amores assim, meio loucos? Quanto mais próximos, mais afastados ahahah

Cá pra mim, alguma coisa grave fizerem e foram condenados a passar o resto das vidas assim, sem se poderem tocar.

Betynha disse...

Caramba, até fiquei com os olhos em bico.

Não sabia que o Valete sofria de astrabismo ahahah

Se não lhe deres uma ajudinha, acho que nunca mais encontra a Dama dele, tadito.

Zé do Cão disse...

Já naquele tempo, as "Damas" perdiam a cabeça por um "Valete" com prismáticos distorcidos. Naquelas fartas cabeleiras, onde os piolhos e lendeas de atropelavam no meio dos canudos, não estaria antes a senhora com a cabeça deitada para o lado, na tentativa de, se ao menos caíssem fossem aqueles cilindrados, por um pé
calçado com bota cardada de algum moço de estrebaria?
Quanto ao "Valete", bem tentava agradar à beleza da sua vida sem conseguir os seus intentos, já que,
sendo zarolho, ela pouco lhe ligava. Demonstrava estar mais interessado num "Rei de Paus"...

Beijocas.

L.S. Alves disse...

Também não me apetece essas modernidades. Mas que me faria muito feliz ter azulejos bonitos assim lá em casa, ah, isso faria mesmo.
Um abraço.