domingo, setembro 28, 2008

Uma macieira resistente

Dar asilo a felinos tem o seu preço! Os troncos das árvores de fruto, começando nos pessegueiros e acabando no diospiro, são constantemente usados para afiarem as unhas e só os limoeiros e esta macieira em baixo se mantêm minimamente saudáveis.

Recentemente o meu hortelão resolveu proteger algumas árvores envolvendo os troncos num rolo de serapilheira, o que não sei se será boa ideia.

Vou tentar encontrar no mercado um repelente, senão levo-os à manicura eheheh



18 comentários:

elvira carvalho disse...

Pois talvez seja a melhor ideia...
Um abraço e bom Domingo

Grilinha disse...

ena tantas maças.

Ai os gatos

Zé do Cão disse...

talvez um tubo de plastico, tronco acima., dê resultado.

fiz em arbustos e deu resultado.
Tem de ser cortado no comprimento para poder entrar.
Beijocas

Laura disse...

pascoalita por acaso não se aproveita a velha receita da avózinha que usa piripiri para isso e lingua smalcriadas? o meu claudio usou e abusou em pequeno, mas durante uns tempos engoliu os palavrões quase todos, menos os ditos em surdina...ji.

Pascoalita disse...

Olálvira Carvalho :)

Mais um cantinho novo para eu deita ro olho eheh

Pascoalita disse...

Oi, Grilinha querida :))

Acredita que os grilos dão menos dor de cabeça eheheh

jinho

Pascoalita disse...

Zé,

O rolo de serapilheira está envolto em plástico, mas fico com a impressão de que a árvore não respira.

jinho

Pascoalita disse...

Laura,

O ponho o piri-piri onde? Nas unhas do bicho? ahahahah

Eu podia cortar-lhas, como faz quem os tem em apartamentos. Nunca o fiz porque acho contra natura mas os malvados esfolam as árvores todas.

L.S. Alves disse...

Não sabia que os gatinhos podiam ser assim tão prejudiciais. Mas isso é só quando as árvores são novas ou em qualquer estágio isso é danoso?
Um abraço.

Jotabê disse...

Ele há por aí à venda uns troncos próprios para os bichanos afiarem as garras.

Mas eu tenho uma história que talvez te interesse.

Tenho aqui umas árvores no quintal com casca de pinheiro junto ao tronco. Aqui há uns tempos atrás, começaram a aparecer as cascas espalhadas pelo quintal. Todas as manhãs, tinha de varrer as cascas para junto do tronco das árvores. Começou-me a chatear o assunto.

Fiz um serãozito, e descobri um gato aqui dum vizinho meu, que todas as noites vinha brincar com as cascas, e pelos vistos divertia-se à brava, porque retornava todas as noites e cada vez eram mais cascas espalhadas.

Comei então a magicar uma forma de correr com o intruso. Comprei então umas ratoeiras, daquelas mais simples, as tradicionais, e espalhei-as disfarçadas à volta dos troncos.

Não tive de esperar muito, foi nessa mesma noite, o brincalhão fez disparar umas quantas, apanhou tamanho cagaço, que deu um pulo quase de 2 metros. Nunca mais apareceu.

Não se aleijou, aquelas ratoeiras não são muito fortes, mas pelo menos assusta-os, e resolvi o problema.

Se fosses minha vizinha emprestava-te as ratoeiras, assim só te posso dar o conselho de as comprares.

E arranja também um tronco, e coloca-o junto do sítio onde eles dormem, parece que é após as sestas que os rapazes se sentem impelidos a afiar as garras.

:)

beijoca

Parisiense disse...

Porque não vieste vender estas tuas maças aqui na feira?????? Eu ia adorar ver-te em trajes regionais, com o cesto das mãças á cabeça.....lá isso ia....hihihihih

Teté disse...

Hummm... não me lembro da minha avó ter problema com os felinos e as árvores de fruto. Talvez porque elas já fossem maiores e mais resistentes, quem sabe?

Jinhos!

Pascoalita disse...

Alves,

Eles trepas pelos troncos acima e vão ferrando as unhas nas árvores. Por vezes vou dar com eles no chão em pé a afiarem as unhas nas árvores, fazendo "feridas" . Claro que há umas mais resistentes do que outras, mas não lhes dá saúde não.

E nos vasos? Têm a mania de esgaravatar nos vasos e tb urinam no canteiro e isso não dá saúde às plantas.

Sei que há à venda um spray que afugenta os ratos (suponho que tb os gatos) só que deve perder eficácia qdo chove. Vou informar-me.

Jinho

Pascoalita disse...

Jotinha,

Obrigada pela ideia, mas acho que não seria capaz de lhes pregar uma partida dessas eheheheh

Depois, estes estão tão mal habituados e dominam o território mais do que nós ... duvido que lhes servisse de emenda!

O meu marido está a fazer o testo com o dióspiro, protegendo-lhe o tronco, porque achamos que é devido a isso que este ano perdeu a maioria das folhas e não segurou nem um fruto.

Tem uma coisa a meu favor ... na minha zona os gatos não se fazem velhos cá em casa! É só aventurarem-se um pouco mais ... pisarem a estrada que fica a uns 50 metros e ... ficam lá estendidos. Já me aconteceu isso a 3 gatos. É só ter um pouco de paciência e depois não renovar a frota eheheh (neste momento tenho 2 gatas e 1 gato)

Jinho

Pascoalita disse...

parisiense,

Olha que ainda falei nisso ao meu manel :)

Mas ele limitou-se a sorrir.

Sabes que este fim de semana também houve festa aqui na minha zona? Mas eu moro cá há 14 anos e só o primeiro ano saí de casa para ir ver os andores.

Irei até aí qdo formos a Braga, que deve ser no dia de são nunca à tardinhha ahahah

jinhossss

Pascoalita disse...

Teté,

Quando era garota havia sempre gatos lá em casa (eram todos chicos e chicas eheheheheh) e também não acho que fizessem mtos estragos.

Bem, de vez em qdo lá havia um com maus instintos que entrava no ganheiro e matava uma galinha ou papava os ovos e aí o meu pai entrava em acção ...

Lembro-me de termos um gato que o meu pai um dia levou dentro duma saca na motorizada para a localidade onde andava a trabalhar (era pedreiro) que ficava a cerca de 5 ou 7 km.
Qdo regressou à noite a casa o gato encontrou o gato já de volta ahahah

Mas nessa altura os gatos caçavam o dia todo para sobreviverem e dar de comer à família, não lhes sobrava tempo para esfolar as árvores ahaahh

Jinho nina linda :))

Espaço do João disse...

O melhor para tal, é cobrir o tronco da árvore com um tubo de plástico ou PVC rasgado de cima a baixo e, encaixá-lo na árvore. É tiro e queda.Para mim resulta sempre.

Zé do Cão disse...

Também é essa a minha sugestão.
A árvore respira, todavia há que contar com a largura do tubo, porque a árvore engrossa. Tem de ser largo.
Como ás vezes há relva à volta da arvore, também é uma protecção contra o fio da maquina, que ás vezes faz cortes profundos.

Beijocas