sexta-feira, setembro 05, 2008

"100 anos da saloia da franja"


Fui convidada para a festa que se realiza este fim de semana (Sexta a Domingo) em comemoração dos 100 anos de Beatriz Costa, na sua aldeia natal, Charneca do Milharado, aqui bem pertinho de mim.

Dezenas de pequenos cartazes espalhados ao longo de toda a zona saloia, lembram os anos dourados do cinema português.

Quem não se lembra do sucesso da menina da franja???






"Beatriz Costa incarnou a revista à portuguesa Estava um dia Beatriz Costa a lavar louça com Greta Garbo na cozinha da casa de Paris de Elsa Schiaparelli, quando entra Picasso, dá-lhe um beliscão no rabo e convida-a para ir ao seu atelier. A ideia era Beatriz escolher o quadro que lhe apetecesse e passar lá a tarde com ele, porque o artista queria ver os olhos da rapariga da Charneca do Milharado mais perto dos dele. Só que a neta da senhora Adelaide não esteve pelos ajustes. Chamou "bode" a Picasso, deu-lhe "um safanão" e perdeu "vinte milhões de dólares" que lhe teriam dado muito jeito..."

(Pequeno excerto do texto do Diário de Notícias, edição 14.12.2007 ... texto completo
aqui )


24 comentários:

Laura disse...

Ah, é por isso que somos pobrezinhas, mnal eles tentam...levam nas fuças ehhhh ja me rio perdida a escrever... levam um safanão e porque não perguntamos primeiro se têm dinheiro e só depois damos o safanão..esta Beatriz só ficou a perder...tótó... assim estava rica de verdade, enfim...somos sempre pobres e mal agradecidas é o que é..ji.

Laura disse...

Quando me lembro que semrpe tive a mania de querer desancar quem me beliscasse, nem que fosse no braço... afinal o picasso era maroto, o safadinho e gostava deebeliscar à portuguesa...

xistosa - (josé torres) disse...

Não sei o prazer dum "beliscasso", "beliscão" ou lá como chamam a isso, de nos metermos na cama, debaixo dos lençóis, com algo que mexa e que tenha duas pernas, dois braços, dois olhos, dois amortecedores ...

Então não é melhor dizer directamente:
- "Maria, vamos a isso antes que se faça tarde!"

Porque é que há quem faça rodeios?

Por a mulher ser redondinha?

Não percebo, machos nem fêmeas.
Todos gostam de se beliscar ... mas na hora H ...


Bom fim de semana!!!

Maria Soledade disse...

Ah, porque é que o Picasso não falou primeiro em dólares e beliscava depois?

ficava a Beatriz rica, o Picasso consolado e que se lixasse o...depois!hehehehe...

Acima de tudo a Beatriz e o seu safanão foram...da hora(como dizem os putos!)

Valeu!Fiquei a saber algo mais sobre a Beatriz por sinal EXCELENTE atriz...

Beijinhos/Temanhã

Maria Soledade disse...

*ACTRIZ/Português é bonito é escrito correctamente...é o sono:-)


Beijinhos

Laura disse...

tadinha da Beatriz que já na campa ao ler-nos se deve revoltar por estarmos a falar da vida privada dela, mas, arrependida de não se ter deixado beliscar mais por semelhante deslavado...é que o homem tem quadros horrorosos mas há quem os ache lindos, bem, a beleza é vista por cada um á sua maneira... jinho.

Pascoalita disse...

Laura,

Eu era do mesmo tipo e nessa altura as meninas eram educadas para desconfiarem do mais pequenino gesto.
Ai do dipo que se chegasse perto com ideias de "macho" eheheheh eu era um docinho, mas afugentava qq um que se aproximasse com intenções pouco claras ahahahahah

Lembro-me que até mudava de lugar no transporte público se um homem que se sentasse a meu lado se encostasse um pouco mais!

Bem, aqui para nós, se tivesse adivinhado mais cedo o quanto um beliscãozito pode ser o início de algo tão prazenteiro ...

Pascoalita disse...

Beatriz Costa era duma simplicidade incrivel! Ela própria deve ter contado esse cena muitas vezes e algumas vezes também a ouvi contar, entre gargalhadas, coisas da sua vida pessoal.

Como actriz era um espectáculo!!!

Conheço um senhor que viajava comigo no autocarro, que tem verdadeira devotação a tudo o que se relaciona com a vida de Beatriz Costa.

Lembro-me que andava com fotos e imagens na mala e estava sempre ligado a eventos relacionados com a vida da actriz. Sabia de cor tudo acerca dela!

O Auditório Municipal de Mafra tem o seu nome.

Pascoalita disse...

José Torres,

ahahahah uma boa abordagem essa sim senhor! Para quê empatar e perder tempo? ahahahah

Fez-me lembrar o que se passou com uma colega minha no fim dos anos 70. Um dia ainda conto aqui :))

Pascoalita disse...

Olá, soledade :)

Duvido que isso tivesse feito alguma diferença à "baixinha" ahahahah

Às tantas ainda se irritava a sério e fazia voar os pincéis e ainda o regava com a própria tinta ahahahah

Se fosse nos dias de hoje, sim! Era capaz de entrar em negociações e o mais certo seria Picasso ficar a perder ahahah

Espaço do João disse...

Minha linda.
Comigo já aconteceu na baixa de Lisboa uma cena hilariante:-Enquanto minha mulher estava dentro duma loja a tentar fazer algumas compras eu fiquei na rua a ver a montra.De repente voltei-me e, apanhei com uma senhora que me deu um encontrão e, ainda me chamou de estúpido. Serenamente e com voz um pouco alta chamei-lhe de feia. Qual não foi o meu espanto que a senhora parou, voltou-se para mim à gargalhada e disse-me que nunca tinha recebido um galanteio tão propositado. Claro que me pediu imensas desculpas, mas não fez peixeirada. Assim vai o mundo rindo e brincando .

Laura disse...

ah, o nosso joão a meter peixe na bancada, e a chamar a muié de feia, pois foi bem feita, olha pra ela que nem viu que foi sem ser propositado ehhh, palermoide da muié mas ao menos riu-se...tudo bem.-

Espaço do João disse...

Olá Lindona...Perdão Pascoalita.
A flor a que chamo de cabeça de cobra, é uma bolbosa. Não se encontra em muitos lados, eu já as possuo há longos anos e, tenho oferecido a muitas pessoas. Tem a particularidade de nascer primeiro a flor, assim como as beladonas e, depois vem duas únicas folhas grandes e largas dum verde exuberante. Logo que as folhas comecem a despertar publicarei.Um beijo. João

Bichodeconta disse...

Chegou a saloia.. Sou fã até até á medula de Beatriz Costa e dos seus magnificos trabalhos..Aconselho a leitura de um livro autobiográfico, SEM PAPAS NA LINGUA, em que ela conta as coisas mais hilariantes que se possam imaginar.. Estou com uma vontade de ir a essa festa, sempre que passao no vale de S. Geão, lugar onde ela nasceu , Malveira ,perto do sobreiro, ali ao lado do José Silos Franco, que trabalha o barro como ninguém..Tem os mais lindos presépios..Mas dizia eu, leiam o livro e vejam como ela chegou a Lisboa, criança de colo, a primeira noite que passou , ao relento, no colo da mãe e as peripécias que se seguiram..Privou com José Malhoa nessa altura, (a mãe trabalhava em casa da familia Malhoa.. Dizia adorar carne e peixe por em criança comer os restos que a mãe trazia de casa das patroas .. Dos convites que recebia para almoçar em que achavam que ela seria o aperitivo!! É extraordinário e já o li mais do que uma vez.. Sempre que isso acontece, rio sózinha como se o estivesse a ler pela primeira vez..Ai conta do beliscão de picasso e de outras coisas deliciosas.. Bom domindo..BEIJINHO, ELL
Já agora saibam que adoro cantar as canções que ela cantava, até porque teria o maior orgulho em ser saloia, que ao contrário do que muita gente pensa , é sinónimo de gente boa.. gente sadia de corpo e alma...

Laura disse...

a nina pascoalita parece que na gostou dos eu carochinha, mas se vir que gosta de carrão de marca eu ponho lá..ora diga de si...jinhos e vai a soledade ler o que pr alá vai...

Pascoalita disse...

joão,

Obrigada pela explicação. Gostava de ter essa beleza, mas calhar só é assim viçosa porque gosta dos teus cuidados...

"eu já as possuo há longos anos e, tenho oferecido a muitas pessoas."

João, como se reproduz??? Por correio não, que não quero que entres em despesas, mas um dia que venhas a lisboa, aceito umas "amostrinhas" dessas coisas lindas que tens

jinhos

Pascoalita disse...

Ell,

Também gosto muito dela. Fico com a referência do livro para não esquecer de comprar. Aliás, o tal senhor que é fã incondicional de beatriz costa está fartinho de se referir também a ele e tenho a certeza que gostarei de o ler.

Não sou fã de festas. Moro aqui há 14 anos, todos os anos há festa rija e eu nunca saio de casa!

Costumo dar um pequeno contributo aos mordomos mas resmungo sempre pq acho um desperdício gastar-se milhares em foguetes, com artistas foleiros, etc...

Constou-me que a festa pelos 100 anos de Beatriz Costa na Charneca do Milharado é um bocadinho diferente. No último dia, amanhã, incluiu bancas de mostras (e sopunho venda) de produtos locais como seja mel e compotas; queijos; bordados, etc.

Gostava de passar por lá, mas deve haver muita confusão e tanto eu como o meu manel fugimos delas a sete pés ahahah

jinhos

Pascoalita disse...

laurita,

Claro que gostei da carochinha :))
E pelo que vi, mais alguém a cobiçou ahahahah

Já passei no jardim da nina soledade e vou lá de novo a ver se ainda dura a viagem ahahahh

Nem imaginas como já me ri à conta disso, sabes???

O manel já está no ninho vendo o Herman e ficou de me chamar qdo acabe para ver a novela da SIC :))

Jinhos

Maria Soledade disse...

Linda!

Só venho aqui mesmo agradecer-te teres visitado o meu cantinho e teres tomado todas as notas da "nossa" maravilhosa viagem!

Fartei-me de rir à minha e à vossa custa e que bom que é ter um grupo tão excepcional mesmo sendo virtual...

?Té manhã Pascoalita,agora sinto-me muito cansada(deve ter sido da viagem!)...hehehehe...

Beijinhos Linda

Zé do Cão disse...

Pascoalita. Ri a bom rir, e achei interessante a evocação à Beatriz Costa.
Tive um amigo que tal como eu, queria era rir e divertir-se.Um dia calhou fazer uma excursão de autocarro a Marrocos onde também ia a Beatriz. Claro que as atenções eram todas para ela. Esse amigo, era semi-careca, deixando crescer o cabelo de trás para o puxar para a frente o que lhe dava una figura isotica, para não lhe chamar outro palavrão parvo.
Em dado altura e numa das paragens para fazer um xixi, ele por engano ou não (eu esperava sempre tudo dele)meteu-se na casa de banho das senhoras.
A Beatriz correu com ele, chamando-se velho sarnoso, portador da boina mais ridícula que ela tinha visto até aquela data.
Quando regressaram, ele contou-me o sucedido e admiti que era peta.
Mais tarde, num dos livros que escreveu, lá a referencia a este acto.
O amigo foi de livre vontade e por sua escolha para um lar. Até falecer manteve sempre o livro na sua cabeceira.
Beijocas

Pascoalita disse...

Soly,

Foi uma viagem e pêras! A laurinha é uma inventora ahahah

tens coisas bonitas lá no teu refúgio e voltarei lá para dizer isso mesmo :))

Pascoalita disse...

Zé do cão,

Até com a Beatriz Costa tinhas de ter uma história ahahahah

Mais um amigo que também devia ser fresco ahahahah

Engraçado ela ter relatado o facto no livro.

Um dia ainda escrevo também um ... também tenho algumas coisas cómicas a partilhar

Um beijo

Parisiense disse...

Gosto muito dos filmes portugueses da altura.....acho que ela era incrivel, como alias a maioria dos actores que contracenavam com ela.

Mas já estou a ver que a menina tirou a barriga de miserias (de farra....ahahahahahah).
Beijokitas

Zé do Cão disse...

resposta
Estou desejoso de saber algumas delas, ou todas se as que publicares ou contares em off.

Beijocas