quarta-feira, janeiro 03, 2007

"Quellem ille ó Chinês" ???


Naquela linha de sã camaradagem e peripécias divertidas, ocorridas entre o pessoal lá da minha chafarica, lembrei-me hoje duma cena a que não assisti, mas que durante muito tempo, foi motivo de grande risota de todas nós lá no trabalho.

Passou-se há uns 20 anos, quando a cozinha oriental ainda não estava tão divulgada no nosso país. Eu já ia a restaurantes chineses com alguma frequência, mas as minhas colegas, oriundas das ex-colónias, começavam então a frequentá-los.

Um dia, numa altura em que eu estava ausente, um grupo de 4 ou 5 colegas, foram almoçar a um deles, que ficava pertinho, onde mais tarde passámos a ir mensalmente.

Lá fizeram uma “vaquinha” com 3 ou 4 pratos diferentes e no fim escolheram de sobremesa maçã ou banana fritas.

Quando o empregado trouxe para a mesa as taças de água fria, destinadas a arrefecer a fruta, elas muito senhoras de si, uma a uma, foram lavando os dedos ao mesmo tempo que se riam dos chineses, julgando elas que estes se limitavam a copiar os hábitos das cervejarias europeias. Enquanto isso, iam soprando à banana ou à maça que apesar disso não evitaram as escaldadelas que a fruta lhes provocava na língua, tendo-se queixado mais tarde que ficaram com elas quase peladas !!!

Mas o que mais as intrigou foi o modo como um grupo que almoçava numa mesa perto as olhava, deixando escapar algumas gargalhadas.

Quando eu regressei ao trabalho, a primeira coisa que a minha colega Alex me perguntou foi:

- Olha lá, por que é que os chineses colocam taças de água fria na nossa mesa se não servem nada que se coma à mão?

Quando referiram que tinham pedido fruta frita e expliquei o procedimento, desataram todas a rir à gargalhada e é claro que eu fiz coro com elas eheheheheheh

Durante mtos anos íamos frequentemente a esse e a outros restaurantes chineses da zona ... recordo uma ou outra cena igualmente digna de registo, mas aquela das tigelas vinha sempre à baila ... e se a fruta frita fizesse parte do cardápio, logo que a tigela chegasse à mesa, era certo e sabido que alguma de nós enfiaria um dedo na dita cuja e todas nos desatavamos a rir eheheh

23 comentários:

Grilinha disse...

eheheheh
Eu presenciei foi um caso em que numa marisqueira trouxeram as tacinhas com água e limão e uma senhora pediu uma colher para comer o caldo.

Pascoalita disse...

ahahah sopinha de limão até era capaz de ser boa! plo menos limpava a tripa eheheh

Pascoalita disse...

E as cenas com aqueles copinhos chineses k têm no fundo uma nina nua? eheheh
uma vez convencemos um colega nosso k tinha bebido demais à conta disso!!!
bastou combinarmos todas não ver nada no fundo do copo eheheh

Pascoalita disse...

e os "desvios" k alguns têm o hábito de fazer?! ... eu não sou "coleccionadora" eheheh
Uma vez, uma colega mto divertida, já com quase 70 anos, despedia-se da chinocas com uma vénia, ao mesmo tempo k lhe dizia "olhe k o meu colega roubou um copo!" e a chinocas desfazia-se em amabilidades e vénias ... despedia-se e voltava a despedir-se e a minha colega a rir-se ia dizendo bem alto ... ele leva ali um copo no bolso!" eheheh

Pascoalita disse...

Uma vez uma "barata" fez parte da ementa!
Nunca mais nos esquecemos ... apareceu exactamente no prato da colega mais "picuínhas" qdo comia vaca com espinafres e nós a tentarmos convencê-la que esses legumes tinham asas!!! eheheheh
Qdo reclamámos, apareceu-nos um chinocas com mto mau aspecto, mto descontraído a exibir uma lata de "insecticida" dizendo k tava a "matale os blixos" e nós imaginámos a cozinha cheia de baratas mortas eheheh
Eu como sou despachada, já ia avançada no almoço, mas as outras ficaram com o estôgamo "a dar horas" eheheh ... saímos dali e durante mto tempo nem queríamos ouvir falar em chinês eheheh

Laura disse...

Ehhh essas tas taças com àgua já usávamos na África do Sul quando pediamos camarão!!! Mas houve sempre quem não soubesse e pensava que era pa lavar as mãos antes de comer e chupavam a rodela do limao..e esfregavam nas mãos, enfim, cada um sabe de si, mas baratas nina??? e veio ele lá de dentro com o shelltox..credo..
Aqui as coisas chegavam mais tarde também, e nem todos sabiam para que serviam..Ao menos riram-se durante tempos..

Ahlka disse...

Como sou muito desconfiada, só me apanham num restaurante 'exótico' para fazer o 'jeito', por isso era muito bem capaz de lavar lá os dedinhos...Hehehehe...Ainda bem que avisas porque não tem grande lógica 'lavar' a fruta cozida! ;))

Pascoalita disse...

De facto não parece nada lógico, Alkha.
Deve ter sido a solução encontrada plos chinocas pra introduzirem no nosso mundo de correrias, as iguarias que no meio deles devem ser comidas num daqueles rituais que se vê nos filmes eheheheh

Laura disse...

Para já nunca consegui provar o sushi ou lá como se escreve, só sei que acaba em i..não vou ao chos com comida impropria..que nojo, nunca mais....

Jotabê disse...

Eu pelo sim pelo não em situações que me são desconhecidas, faço sempre aquele tradicional compasso de espera, vou olhando para as outras mesas, vou à casa de banho, etc.. Aprendi tal estratégia, num almoço de gala que fui há uns anos atrás, onde meti água comó 'caraças'...
...é a 'viding'!

:)

Beijocas

Laura disse...

Jotinha...moço lindo manda daí o que fizeste pá gente aprender a na voltar a meter a pata na poça..conta lá pa eu me rir..
E eu faço igual, observo claro, e já não se faz tanta asneira..

Pascoalita disse...

Laurita, tava aqui com vontade de fazer o msm pedido ao Jotinha, mas tinha vergonha eheheh
Atreve-te, Jota! Ou é algo assim a modos k ...
:)

Moçambicana disse...

Bem este foi realmente um caso que deu que falar. Gostei ... podes crer que quando vou a um chines me lembro sempre desta façanha. Belos tempos de boa e sã camaradagem. Vejo que ainda não podes escrever o livro ... falta a reforma, né? ... mas vais já treinando escrevendo num blog. Como te conheço bem não me adimrei que ele estivesse tão lindo e uma boa diversidade de temas. Fico à espera de mais recordações. Uma beijoka para ti e a essa Africana como eu.

Pascoalita disse...

Olá, nina "aposentada"!!!
Bons tempos aqueles, não??? Temos tantas estorietas destas pra recordar eheheheh
Esta é apenas uma delas em que tu foste protagonista eheheh
Prometo ir contando algumas, se prometeres ir passando para as revivermos em conjunto
:-)

Laura disse...

Já cá temos uma africana, uma moçambicana e cá comigo uma luandense..enfim..força manas na escrita que hoje não ligamos, daqui a anos riremos com quantos dentes tivermos (mesmo que não haja nenhum dente..) riremos na mesma... esta moçambicana pelo que li, estava no restaurante acho eu...será que foi a nina que apanhou a balata lá no plato e chamou o chineles?

moçambicana disse...

Olá nina pascoalita! Claro que prometo ... posso tardar, mas não me esqueço.

Laura (luandense) claro que estava no chines, contudo não foi a mim que calhou a "balata", mas fui uma das que queimou a lingua hahahahahah. Amiga da minha amiga pascoalita minha amiga é, por isso podes já considerar-me como tal.

Uma beijoka para as duas sem esquecer essa Africana bem caladinha.

Laura disse...

Olá menina da balata tostadinha..A lingua já palece melhole, já que se fala....Obligada pela amizade e agladeço imenso. É semple bom tele uma nova amiga..
A nina africana tem tantas dorzinhas de cabeça tadinha, mas ela depois fala melhor...
Um grande beijinho e muito obligada pela nova amizade..

AFRICANA disse...

Olá Moçambicana!!!Bons olhos te vejam!!!Esta representante africana das outras bandas de lá é bem o exemplo daquelas a quem dizemos "olha que agora que te vais reformar, não te metas em casa a olhar para o passado e a ver apenas a vida passar, ocupa-te"!!E se se ocupou!De tal forma que nunca ninguém a vê ou ouve, anda sempre na giraldinha!!Ouvi dizer..que um dia destes respondeu a uma mensagem as duas da matina...das docas!!É assim mesmo!!És das minhas!Temos muito tempo de ficar deitadas!haahaha, volta mais vezes!A tua amiga criou este espaço, por sinal muito agradável,faça o favor de o visitar sempre que puder, temos todos muito gosto em a rever.

AFRICANA disse...

Quanto aos restaurantes chineses, desde as últimas notícias em que fecharam uma série deles por falta de limpeza e outras coisas mais, nunca mais entrei eu nenhum e não tenho ideia de lá entrar mais vez nehuma.

Laura disse...

Pois foi, e eu fico na bicha atlás da aflicana, atão iamos comê latos moltos balatas flitas? nem pensale....
Boa amiga, benvinda ao nosso Paraíso virtual, onde a maldade não impera e a amizade perdura.. Bons olhos te vejam moça de terras de África, a África que nos tornou melhores mulheres, e nos torrou o coração, e daí sermos mais amanteigadas!!!

Laura disse...

A tua amiga Moçambicana deve ser farrista também..Já agora não mora para os meus lados? è que não faltaria mais alguém para o nosso famoso jantar. Um dia apetece-me levar a D. Elisa a senhora minha mãe, para ver que os jantares de disssssvorciadas, são uma categoria e um petisco que nem se deve perder, mas assim corro o risco de ter que a levar mais vezes.. É melhor ficar por aqui..

AFRICANA disse...

Nao Laura...
A moçambicana nao mora no norte,mora aqui em baixo.É uma "Toura" de gema, que em algum tempo da sua vida teve aulas de canto lírico, tal a sua voz de timbre agudo!ahahahaah, e como investe! hahhahahaa, quando começei aqui a trabalhar( uma fase bem difícil, pois havia muito trabalho em atraso e as águas andavam turvas..),a senhora "toura" dedicou-se a ensinar-me o trabalho, trabalho árduo, acredito, pois tudo aquilo era um único circulo para mim,uma vez que vinha de uma área completamente diferente .Eu executava e ela corrigia.Separavam-nos umas quantas salas, a minha "formadora" pegava do telefone e duma acentada, naquele seu timbre "ó isbael, chega aqui"e desligava o telefone, sem me dar tempo sequer de abrir a boca para dizer, já vou!Tais a imaginar o efeito que isso tinha em alguém que está a começar uma nova carreira, numa área onde não vês um boi?!Ia mais pequenina que uma nóz!Sempre gostei de fazer bem o que me era pedido e obviamente sem experiência era natural que errasse,mas para mim era difícil aceitar tanto o erro como a correcção, diga-se de passagem.E ia a caminho da sala de sua excelência a pensar que terei eu feito de errado? será grave?Ao ínico sinceramente que se me apertava o estômago, mas depois de a conhecer melhor,entrava a brincar "diga patroa", ora diga sua alteza" que foi desta vez?Um sorriso saltava-se-lhe de imediato e já tudo corria sobre rodas.Era mais fogo de vista..hahahahhahaah, foi só aprender a conhecê-la e ser condescendente! ahahahaahahaaaahahahah, ó toura, agora já podes gritar a vontade!Não te ligo nenhuma! ahahahaahahaahahaaaaa..ó pascolaita, cá entre nós que ela não nos ouve...achas mesmo que ela não vem cá tirar satisfações?É melhor dizer que estou só a brincar,né?ahahahahahhaahaahahahahhahahahahaha
uma beijoca ó moçambicana e agora a sério, bem haja pelo que me ensinaste, acredita que não te deixo ficar mal.

moçambicana disse...

hahahahahahahahaha nina Africana, tu sabes bem o quanto eu gosto de ti e como tu bem dizes era tudo fogo de vista.
Não um blog leva o seu tempo e nem sempre tenho tempo para comentar ... já disse isso à Pascoalita. Vou procurar comentar outros mais recentes para não vos obrigar a andar à procura deste.
Laurinha aproveita e convida a tua mãe a sair e vais ver que ela gostará tanto que não mais a apanharás em casa hahahahahahahah.
Bem meninas até um proximo comentario. Fiquem todas bem. Uma beijoka para as três.