domingo, janeiro 21, 2007

O Amor e o Tempo !!!


A vida é um instante. O ontem já passou. O agora que acabei de escrever também acabou de passar. O amanhã será, mas quando for deixará de ser. Assim é o amor que a cada instante se renova, que a cada minuto se transforma, que a cada dia se veste de maneira diferente.

O amor é o sentimento mais dificil de compreender, pois quando se ama não se quer perder e a cada mudança fica mais dificil crer pois a harmonia do amor é muito complicada de entender.
Tudo muda, tudo passa, entretanto, o amor permanece, não mais comigo, nem contigo, mas com alguém que o conquistou!

(navegando por aí, tropecei nestas verdades ... desconheço o autor)


23 comentários:

Laura disse...

É a verdade mais verdadeira que já li.. O amor é isso. Assim tal e qual. Fizemos dele uma coisa para ser para sempre, e nunca é, raramente é, mesmo que queiram que seja assim....O amor tem muitos nomes e diferentes interpretações.. É isso..A chama mais brilhante que já vi, chama-se amor, mas vivê-lo quem consegue? Não venham cá com arremedos de felicidade fingida!!!! A minha idade e a vida, já me mostraram muita coisa, mas tem quem teime que é amor, o estar com alguém por quem apenas se sente amizade, e mais nada..Ah, aquele amor, o tal que eu chamo de bendito amor!!!! Que sem a paixão se esvai, e.... nem digo mais nada, não vale a pena.. No amor, é cada um por si..e sómente cada um pode dizer o que sente dentro de si....

david santos disse...

Olá!
Pascoalita, lindo, mesmo lindo. Tenho um poema, publicado pela Editora Minerva, "O Poesis", cujo título é muito semelhante a este.
"Ah, Maldito tempo"
Vou-te ler as primeiras linhas.

Ah, maldito! Maldito tempo!
Que me vais matando com o tempo,
a mim, que não me vendi!
Se fosses como o Vento,
que vai passando, mas vendo,
mostrava-te o que já vi.

Não queres ver, eu sei...
......
Abraços

Pascoalita disse...

Sim, David Santos :-)
Eu li-o lá no seu espaço. Este encontrei-o por acaso. Não sei de quem é, mas achei-o mto bonito e trazum a verdade.
jinhos

Pascoalita disse...

Laurita,
Em parte concordo contigo.
O nosso estado de alma tem mta influência na forma como nos damos aos outros e há tb causas exteriores k interferem no nosso sentimento.

A esse AMOR a k te referes, eu talvez chamasse "paixão" e pelo que tenho assistido, essa qto mais arrebatadora for, menos duradoura será.
Mas, pensando bem, se neste mundo tudo é efémero mesmo, por que seria diferente com o AMOR?

"sómente cada um pode dizer o que sente dentro de si..."

O k sentimos hoje por alguém é diferente do k sentimos ontem e do k sentiremos amanhã! Nós, assim como as circunstâncias, estamos em permanente mudança e é um conjunto de factores k determinam o k sentimos a cada momento. Mas, no essencial, sabemos quem amamos e quem nos ama e isso basta-nos.
Ou não? eheheheh

Laura disse...

Pois é mana, o que sentimos hoje, amanhã pode mudar, é que nem todos somos iguais..e uns mais outros menos, e lá vai tudo ao ar...ahhh ou acabar ou aguentar..venha o diabo e escolha..

Jotabê disse...

Fizeste-me lembrar algo que li acerca do tempo presnte. Segundo o autor o presente não existe, o presente seria então uma sucessão de momentos passados, o próprio pensamento presente seria uma recordação. Bem, uma autêntica dor de cabeça, se nos deixássemos levar pelos raciocínios... :|

quanto ao amor, bem isso é mesmo complicado

:)

beijocas

Pascoalita disse...

Pensando bem, Jotabê, o presente não existe mesmo! Qto mto tem a duração de um instante, pois cada milézimo de segundo empurra o anterior para o passado.
Sobre o amor, já há dias partilhaste uma definição bem complexa que dá que pensar a qq cabeça por mais arrumadinha que seja (é areia demais pra minha camioneta , diria eu eheheh)
andas a ler coisas mto complicadas. Andas, andas :-)

marius70 disse...

Ai o amor!

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Luís de Camões

o Camões era um... Lírico!

:)

Pascoalita disse...

Foi a propósito deste POEMA que um dia eu disse:

"Um amor assim ...
uma chama ardente,
ferida no peito que doi ...
doi, constantemente ...
eu juro,juro que nunca senti,
desde que me conheço como gente!"

Ah! mas inda não perdi a esperança eheheh
depois, poderei dizer como a velhinha do filme "O Império dos Sentidos": Ah! Morro, mas mto feliz!"

"o Camões era um... Lírico!"

eheheh se fosse só ele!!! O pior é que nos contagiou e, pior ainda, é que a "doença" é grave e não tem cura eheheheh
jinho

Laura disse...

Um amor ardente nunca sentiste!!!
Não querias mais nada senão ter o rabo a arder ahhhhhhh..ahhhh, mas claro que ele amou a sua querida Leonor...Mas como já era cego de um olho..Nem via metade nem sabia o que dizia..Aquilo foram deliríos ó mana...jinhos..

Pascoalita disse...

"amor ardente" no peito, Laura! :-)
Pois ... às tantas, a falta de visão não lhe deixava ver os defeitos, só as virtudes eheheh

Pascoalita disse...

A propósito de amor e sentimentos, não devemos fazer plo menos uma "boa acção por dia" ??? Hoje já fiz a minha e como teve início ontem, já são "2 boas acções" a contar na balança divina a meu favor :-)
Uauuuuu mais um pouquinho e ... talvez tenha direito a "um cantinho" lá em cima eheheheh

Laura disse...

Cantinho tens sempre mana.... Agora onde é que nem sei, mas ao menos que não fiquemos muito longe como agora.. Não faz mal de que de lá levitamos e já não gastamos no combóio ou autocarro nem pagamos portagens....
Claro que as boas acções são premiadas em dobro..Continua pois fizeste o que mais ninguém quis..trabalho..ahhhhh

Pascoalita disse...

Não perdes oportunidade de fazer mais um pedidinho, né?
Pois ... já agora num pode ser assim do estilo "moradia geminada" ??? ou melhor, um "condomínio privado" com todas as mordomias a k temos direito ... prás patuscadas com os amigos ihihihihih

Laura disse...

Não, lá nem precisamos desses luxos mana, vivemos para outros sentidos sem ser estes eu tenho tu tens ele tem..tudo..aí acaba-se isso e nem faz falta nenhuma.....Vamos ter muito que fazer a auxiliar quem precisa...

Pascoalita disse...

Mau! não me digas k tb vamos encontrar por lá necessitados :-(

E eu não me referia a luxos. Pensava assim numas sardinhitas na brasa, nuns carapaus de bigode, nuns churrascos à maneira, umas risotas entre amigos, etc.
Não digas k não há nada disso, se não me mudarei tão depressa :-)

Laura disse...

Carapaus de bigode? Essa é boa, é a primeira vez na vida que ouço isso ahhhhh Atão os safadinhos também teem bigode? Atão é porque nunca comi nenhum carapau ancião de bigode..só pode mana ahhhhhhh.. Lá não precisamos disso e não é isso que vamos ter ou querer..O Alto é lindo mana, só visto, não vi, mas faço ideia....

Pascoalita disse...

Comeste sim, laurita! e os teus té eram sul africanos e viajaram de avião em 1ª classe e tudo, os safadinhos eheheh
Mana, não me digas que comeste bigodes e tudo, tal a fomeca, hein? eheheheh

Ahlka disse...

Passei para ler e espairecer, mas não posso ficar calada perante este texto...Lindo :'*

Laura disse...

ó caneco não me digas que falavas de camarão..de bigodes, ó manhosa eu ia lá entender isso?

Laura disse...

Uauuuuu três vivas à menina Alkinha que voltou a dar um ar de sua graça.. Já lá fui a correr, mas ainda não há pos novo.. Embreve sim..Menina Alkinha eu deixei um versinho guardado na pascoalita para ela lhe dar, foi escrito a pensar na Alka..nem sei se ela mandou por mensagem senão..Pascoalita vamos lá a dar o presentinho à nina..A ver se arriba mais um tiquinho..

Pascoalita disse...

Olhá formiguinha Ahlka :-)

Nina, os dias já começaram a crescer ... não tarda vêm aí aqueles dias soalheiros que nos estimulam e renovam e nos dão uma alma nova (como digo sempre, a mim té me despertam a filoxera eheheheh)

Não seremos capazes de rebobinar a cassete do tempo, nem msm de o fazer parar, mas com boa vontade, dará para o esticarmos um nikito eheheh

Puxa! Como eu adorei ver-te passar por aqui, Amiga :-)
xi-coração grande (de esganar como diz a laurita)

moçambicana disse...

Quem escreveu este texto estava verdadeiramente inspirado. Brilhante foram tb todos os comentarios que ajudam tb a perceber como complexo é o tema "AMOR".
Tempo ... olha é o que me falta agora para escrever mais.
Promessa cumprida e agora lá vou eu ao telefonema e só espero que tudo corra bem. Depois dou noticias. Jinhos