sábado, outubro 07, 2006

"O Estranho passageiro"

Naquela tarde saí do trabalho e dirigi-me à loja onde umas horas antes tinha entregue, para revelar, um rolo da minha velha máquina "OLIMPUS". À hora de almoço tinham-me dito: - Se quiser, pode passar logo para levantar as fotos … às 15,30 já devem estar prontas”!

E assim fiz. Sempre tive uma paixão por fotografia. Os miúdos eram fotogénicos e o passeio a Sta Cruz tinha proporcionado alguns “clikes” e estava ansiosa por ver o resultado. Recebi o envelope com as fotos, paguei, troquei um sorriso com o simpático Sr. Rodrigo, o dono da loja e meu conhecido já há muitos anos, e dirigi-me para a paragem do autocarro, logo ao dobrar da esquina.

Na altura ainda circulavam na cidade aqueles antigos autocarros de 2 pisos e optei, como fazia sempre, pelo 1º andar. Encontrei um lugar vago junto a um sujeito que viajava do lado da janela, a quem lancei um rápido olhar ao mesmo tempo que ocupava o meu lugar do lado da coxia.

De imediato, abri a mala, retirei o envelope e sentei-me confortavelmente. O percurso não era longo, mas o trânsito nas grandes cidades faz-se a passo de caracol. Podia, portanto, contar com os habituais 20 minutos até chegar a casa, o que daria para ver e rever as 36 fotos.

Apesar de absorvida com a tarefa, fui-me apercebendo pelo canto do olho que o meu companheiro de viagem, um indivíduo ainda novo, aí pela casa dos 30, me mirava, fazendo-me sentir um pouco desconfortável. Não sabia muito bem se era eu ou as fotos que lhe despertavam curiosidade, mas a verdade é que de alguma forma me sentia um “alvo”.

Felizmente, alguns minutos depois de iniciar a viagem, o banco ao lado ficou vazio e tive assim oportunidade de ocupar o meu lugar preferido, junto à janela. Apressei-me a erguer a mala que mantinha aberta no colo, e sem hesitar, mudei de lugar. Estranhamente o tal sujeito continuava a manter-me de baixo de olho. Sentia-o mesmo sem levantar os olhos das fotos, levando-me a concluir tratar-se de algum “tarado”.

Ao fim de 2 demoradas passagens de olhos por cada foto, preparo-me para as guardar, quando deparo com algo estranho dentro da minha mala… “uma arma”!?! Na fracção de segundos seguinte, a minha expressão passou de estupefacta a patética, retomando a tranquilidade ao mesmo tempo que me apercebia tratar-se apenas de um livro policial, cuja capa apresentava a foto de uma "Walther 7,65mm"!

Apressada como sou a fazer raciocínios, também depressa desvendei o mistério: Ora, que mais poderia ser se não a última brincadeira do meu genial colega Cabral, o continuo mais divertido e brincalhão que alguém pode ter???? Na semana anterior tinha-me feito carregar na mala um agrafador do tipo alicate que pesava mais de 1 kg!!! E, agora uma brincadeira destas!!! Grande safado me saiu este Senhor Cabral!!!! Amanhã vou dar-lhe uma lição!!!! Pensei de mim para mim, enquanto aproveitava o resto da viagem para ler algumas páginas do policial que me saíra, assim, na rifa eheheheheh

Com tudo isto tinha-me esquecido completamente do meu anterior companheiro de banco, o tal sujeito, ao qual lancei um disfarçado olhar para verificar que agora me fixava de uma forma ainda mais estranha, que só mais tarde pude classificar de "olhar incrédulo"!!! Seria a isto que chamam “galadela”??? perguntava-me. Só pode ser obsessão por mim!!! Puxa, que este tipo é de ideias fixas!!!

Começava já a arquitectar um plano sobre a forma de o despistar, caso ele resolvesse seguir-me no fim da viagem quando, para meu alívio, ele resolveu deixar o autocarro, exactamente 2 paragens antes da minha. E naquele dia acabou aqui esta estória do estranho passageiro.

Imaginem agora a minha cara na manhã seguinte, ao chegar ao trabalho e aperceber-me que o meu colega Cabral nunca tinha visto tal livro na sua vida!!! Desta vez, estava completamente inocente! Pois é ... claro que já concluiram o mesmo que eu !!!

Salva pelo fraquinho que sempre tive, e mantenho até hoje, de viajar à janela!

E depois deste momento policial ... durmam bem!!!

23 comentários:

Anónimo disse...

´Pariga mas que susto me pregaste!!!!Tava a ver que foi o rapaz que enfiou uma arma na tua carteira!!xi.que aflição, mas depois era um livro??mau mau mau, calhar deve ter sido ele e já agora folheaste a ver se não trazia montes de notas lá dentro???caramba mana, para policia sofres que te lixas..Quanto a esse senhor cabral que tal dares-me o primeiro nome dele..se for zé e morar em odivelas conheço-o muito bem, deve ter ai à volta dos seus 42 43 anos mais ou menos..é que o pai era colega do meu e Cabral ahhhhhh..quem sabe era o zé da d delfina..xi que coisa se fosse....saloia,maria

Anónimo disse...

olha cá para mim, apenas estás a mostrar geito para escrever policiais de categoria..moça escreve e publica que a ligia publica tudo pá gente..ajjhjhjhhhhhh.
Nem queiras saber pascoalita, ontem estava a querer ouvir musicas do imperador romano e dou de caras com um titulo adieu jolie candi..fiqueie stupefacta, mas depois deixei de o ver..lá andei andei e consegui ver de novo, ams nada d etocar assim como algumas musicas dele..encontrei de novo o tombe la neige, e nada de nada escrevi, ele mandou de novo..que imperador querido....e memso assim agora como não consigo entrar no portugal mail..tou aqui á espera e sempre a tentar..tem graça entramos no hotmail e no portugal maisl não..que seca,,papoila seca..

Anónimo disse...

como não consigo aceder ao portugal mail para ouvir as musicas do imperador romano, entrei no blog dele, desci desci e não é que vejo lá um..pascoalita..entrei por lá à sucapa e vim dar aqui de novo..olarila agora a ver se apanho o adieu jolie candi por lá e ouço daqui..quem sabe tenho sorte.....salsaparrilha..

Pascoalita disse...

nina laura, vê se tiras a máscara eheheh
isto passou-se tal qual eu contei, juro! mas já lá vão uns 10 anos.
Achas k hoje os larápios se dão a danto disfarce? encostam a gente à parede, de navalha ou seringa apontada e zás! bota pra cá tudo e pronto!!!
Claro k foi o tal passageiro ... devia andar à "pesca" dentro da minha mala e deve ter largado o livro no exacto momento em k me levantei pra mudar de lugar. Daí k fizesse aquela cara de espanto ao ver-me pegar no livro com a maior descontração eheheh o k terá pensado? k eu era doida, só pode eheheh

Pascoalita disse...

nina laurita, a paragem do autocarro ainda lá está, eu é k agora ando noutro transporte e sigo outro rumo. Lembras-te de te mostrar o TELEX? é logo ali ao lado.
O Senhor Cabral já está aposentado, chama-se Zé, sim, mas tem idade pra ser teu pai! não tem nada a ver com odielas, mora na linha do estorial.
Tenho óptimas recordações desse tempo em k havia uma espírito de equipa e todos nos dávamos bem! até do Sr. Rodrigo tenho saudades, sabes? eheheh

Pascoalita disse...

falas em publicar como se fala em beber 1 copo d'água. Primeiro temos de abrir uma editora só nossa, tá? aí podemos editar tudo o k quisermos e como ninguém comprará as tretas, vamos dormir pro Martin Moniz e papamos livros às refeições eheheh

Anónimo disse...

pascolaita lá entrei e lá enconntrei a tal musica, cliquei e nada dá..que pena vou tentar de novo o meu portugal mail que já me enerva...boa continuação de policiais...surata-

Pascoalita disse...

Laurita, o meu turista já chegou!!! e a tua por onde anda? vinha cansadito, mas feliz. Gostou, só k gastou quase as economias todas k tinha ... mais do dobro do k supunha eheh lá foi barão!!!

Anónimo disse...

Mana nem sei o que se passa com o meu portugal mail, não consigo aceder...entro e quando deve mostrar apágina com o correio passa para aquela azul onde aparece o mail e temos que por a password e fica ali, ai que nervoso ligo desligo, apago tudo e nada..talvez amanhã já dê..tá-me a levar aos arames.......
A minha mandou mensagem onde dizia que tava maravilhada que viu coisas do séc (?) antes de cristo e do séc 8 depois de cristo e nunca sonhou que pudesse ver isso blá blá muito feliz mas tneho pena do colchão onde ela dorme..atdinha, ams diz que tem passeado imenso e todos os dias..ao menos isso..ela chega dia 14..
à pouco no msn apareceu o Gil, mas chegou aa Ana Maria o ernesto foi abrir a porta e fui de saida com ela e mais uma colega da cruz vermelha..e tu ias a sair que o puto queria o pc..assim dá para entrar aqui.....maçã estragada..

tiazinha.. disse...

pois tinha um senhor cabral que já morreu e era colega do meu pai ahhh e eu referia-me ao filho que mora lá pos lados da belinha e é mais novo, mas olha..tu ja me apresentaste a tanta gente que conheci primeiro que tu ahhhh olha o mano romano e o leão.ahhh ontem devem ter-se rido à brava à minha custa pois à conta do diário da landa é que ficaram a saber que eu com 16 anos nem sabia o que era o tal do linguado..pensava que era mesmo o peixinho. mas frito..
enfim só eu e o grupo deles falou e riu que se fartou, oxalá já nem se lembrassem..pois eram todos sabidos e a nossa landinha tamém era mais fina que eu..por isso ontems entia as orelhas a arder..e agora queria ir ao meu mail e na consigo..socorro..tiazinha..

Pascoalita disse...

ahahah tens pena do colchão? tadinho, tem de aguentar com a pequena, né? eheheheh tou a brincar contigo eheheh

Pascoalita disse...

Oi, tiazinha! tem calma, pede ajuda a um dos "fedelhos" ou ao shakinha, tadinho k desde k descobriste este brinquedo já nem lhe ligas eheheh

Pascoalita disse...

mana, calhar é erro de lá. Não deve ter a ver contigo, nem poderás fazer mada! Já me tem acontecido no Hotmail :-)

tiazinha.. disse...

são os sacanas do pc da portugal mail que andam em reparações e nem dizem nada e fazem-nos enervar sem necessidade..ai os marotos..já apaguei o palavrão ahh esqueço-me que o blog já é mais visitado.....se avisassem eu não andava a entrar e a sair doidamente e nervosamente....tiazinha..

Pascoalita disse...

escreveste um palavrão? és msm da zona do porto, carago eheh desta vez nem vi :-)

tiazinha.. disse...

quem falou carago??eu apaguei os meus palavrões e a menina entra por ai a dentro sem travões..mau mau mau a coisa tá feia, ams que falar inconsequente..depois quer que não a repreeendam no seu emprego bota de elástico....eu na sou do puerto menina eu sou de Vraga com V de baca sabia????não meta lá um i que não precisamos ainda disso..acho que nunca vamos precisar....tiazinha..

tiazinha.. disse...

Atão ninguém anda no lareco, nada se diz nada se faz....andor pa outras paragens a ver quem arriba..

tiazinha disse...

voltei ao ponto de partida...
a ver se por aqui andava
alguma vida...
estava tudo como dantes
e eu a ver se encontro por aqui....
navegantes, não de barcos
mas de teclantes ...

africana disse...

Esta serve para me recordar a segunda vez que me assaltaram!!
E digam se eu sou uma assaltada normal( como em tudo)!!
Da primeira vez vi sair a minha carteira do meu ombro,através duma bengala!!!Não acreditam???Pois foi exatamente isso!! O dito, sentado no seu lugar de conductor,através da janela do "pendura" esticou uma bengala e com a parte curva...ora deixa lá ver que vais muito mais aliviada e puffff, só vi a minha carteira viajar do meu ombro para dentro do carro, assim tal e qual!!!!E já nem conto depois o ataque de nervos que me ia dando e o trabalho que tive em arranjar toda a documentação!
Da segunda, ia eu a subir a rua da Sé, aqui em Lisboa, pelas 23.30, com o Zé ao lado.Tinhamos ido jantar fora a Alfama, numa daquelas tascas tipicas onde se canta o fado vadio e iamos beber um copo a outro lado.Iamos a conversar e ao olhar em frente descortinei dois rapazes a descer a rua e assaltou-me de imediato este pensamentos " Estes dois veem para me palmar"!!Juro que este raciocínio foi verdade!Mas conforme o pensei assim se foi!!
Imaginem o resto...Um vinha pelo meu lado, o outro do passeio contrário.
O que vinha pelo mesmo passeio que eu, pediu-me um cigarro.Reparem agora o que fiz perante o primeiro racocinio que me assaltou assim que os vi ao longe!
Abri a carteira, tirei um cigarro, meti o maço de novo dentro dela, fechei a carteira e entreguei-lhe o cigarro, quando lho vou a entregar,o safado puxa-me pela carteira, que até estava na mão que eu lhe estava a estender, com o bendito cigarro!
Meninas, lembrei-me do trabalho que tinha tido antes e só pensava, outra vez não!!!!OUTRA VEZ NÃO!!!Sem articular palavra, puxa pra cá, puxa pra lá e neste vai e vem eu não largava a carteira!
Como viu que apesar de tudo não me tinha conseguido apanhar em falso, largou-me e desatou a correr rua abaixo,e com o impulso eu fui alapar o traseiro do outro lado da rua contra um carro!plaf!!Isto tudo em fraçoes de segundos sem que nenhum de nós proferisse um ai, e perante o olhar hipnotizado do Ze!Só depois do rapaz se ter posto a milhas o Zé reagiu!!Conforme caí me levantei,tremia toda!Sacudi-me, respirei fundo três vezes, ri-me a bom rir da atitude petreficada do Zé e ...continuamos o passeio até ao bar onde ia para beber o copo!De imediato ignorei o facto pois não me tinham levado nada!!!!
Coisas estranhas é comigo!!
africana

Pascoalita disse...

eheheheheheh ai o k me ri toda a semana seguinte a esse "assalto" k não chegou a ser ihihihihih mana, do outro, referido anteriormente, já não me lembrava do pormenor da "bengala" eheheheheheheh
tu achas-te anormal? então e eu k em vez de me roubarem, inda me deixam um policial pra me distrair na viagem? e encontro-o, abro-o, não reajo e desato a lê-lo na maior das calmas? ihihihih o tipo deve pensado umas destas 2 coisas: ou "ela percebeu tudo, ou é doidinha da silva, tadita!"

Pascoalita disse...

inda me lembro k plo menos durante 15 dias tivemos tema de conversa, incluindo o gilinho eheheh
o k vale é k tudo serve pra risota, ainda k vamos metendo umas lamúrias plo meio eheheh
o tipo da baixa deve ter pensado pra comn le "puxa, k esta é das difíceis ... parece k tá presa ao chão! e não larga o osso! eheheheh

Pascoalita disse...

a propósito de furtos no metro, nunca ri tanto como qdo há uns 10 anos uma colega foi roubada pela 4ª vez na msm semana!
ia em pé, no metro, com a carteira ao ombro, sentia-se apertada e nem por um segundo descuidou o fecho da carteira, pois já tava escaldada, né?
esta mantinha-se fechadinha ... ela via bem a ponta do fecho eclair e lá fez a viagem descansada.
Qdo saiu, olhou para a outra ponta e ... fogoooooo! tinham-lhe forçado e aberto o fecho, supostamente com um canivete, e sacaram-lhe de novo porta-moedas, pela 4ª vez essa semana!!! bem, qdo ela chegou ao trabalho e nos disse "fui roubada de novo!" ninguém se conteve eheheheh
Só nos rimos do mal ... por que será? eheheheh

Pascoalita disse...

felizmente nunca fui roubada e sou completamente despistada. Ando mtas vezes com a carteira aberta. Ao contrário da minha colega (a Irene)k nós a brincar diziamos ter aspecto daquelas ricaças k vão às feiras com os aventais cheios de notas, sabes? o k me safa a mim é o facto dos "amigos do alheio" acharem k com esta carita de santinha nem vale a pena assaltarem-me eheheheheh ou achas k se topa k tou tagarela e receiam k eu desate aos gritos "agarrem k é ladrão!"???

Tenho outra estorieta parecida com esta. Um dia talvez inda aqui a conte. sabes k anormalidades é connosco eheheheheh