quarta-feira, junho 18, 2008

Caldo verde bem fininho ...

Só tardiamente descobri este meu jeito!

Quando era miúda e vivia na aldeia, as tarefas domésticas estavam a cargo da minha irmã mais velha, e talvez por eu ser mais vocacionada para o desempenho de tarefas ao ar livre, acompanhava a minha mãe no trabalho do campo. Por isso e também por ter saído muito cedo de casa, só muitos anos mais tarde me aventurei a executar o que antes me parecia tarefa difícil, guiada pela imagem que retinha da minha mãe, sentada no largo degrau de granito à porta de casa.

Enquanto morei na cidade, quando queria fazer caldo verde, comprava daquele grosseiramente cortado, à venda na praça e nos supermercados. Cheguei a comprar uma máquina para o efeito que aparafusava ao rebordo da mesa da cozinha, mas em que vez de cortar as folhas de couve, esmagava-as e fazia imenso chiqueiro eheheh

Algum tempo depois de nos mudarmos para o campo, tendo a viçosa horta do meu hortelão ali mesmo à mão, um dia afiei a faca e meti mãos à obra ... perante o espanto dos presentes, dei início à tarefa de transformar as folhas verdes de couve galega em finíssimos fios que fizeram um delicioso caldo verde! A partir daí, o meu padrinho que foi premiado com a primeira tigela, ficou fã e sempre que vem a minha casa ou eu vou à dele, não prescinde do caldo verde à mesa!

No passado Sábado juntámo-nos em Cascais, para a sardinhada de Santo António e como não podia deixar de ser, lá fui eu munida da preciosa matéria prima necessária à confecção do tão almejado caldo verde!

Segue-se a receita que nesse mesmo dia mereceu "nota 20" dos cerca de 40 convidados presentes que para meu espanto arranjaram espaço no estômago para comer uma tigela dele, tendo alguns até repetido eheheheh

Caldo verde à Pascoalita:

Ingredientes

6 a 8 batatas médias
6 ou 8 dentes de alho (grandes)
Uma boa porção de caldo verde (cerca de 1,300kg ou mais)
sal qb ... azeite qb

Modo de fazer

Coze-se a batata e o alho com sal. Esmaga-se (eu uso a varinha). Deixa-se levantar fervura, escalda-se o caldo, escorre-se (eu uso um passador fino) e mete-se na panela. Junta-se parte do azeite e deixa-se ferver cerca de 5 minutos. Junta-se mais um fio de azeite e ferve mais 2 ou 3 minutos. Rectifica-se de sal e retira-se do lume.

Serve-se em tigelas de barro (facultativo)
com 1 rodela de chouriço (facultativo)

Bom Apetite !!!


23 comentários:

empregadita disse...

a esta hora marchava um café..... caldo não.

mas gosto muito. se juntares aos ingredientes um naco de chouriço e deixares cozer com as batatas e com a varinha desfizeres tudo, antes das couves é claro. vais ver que o sabor é de matar!!!
bons cozinhados!!!!

Pascoalita disse...

Bom dia, empregadita! Café já bebi antes das 8horas e não posso abusar. Hummm comigo caldo verde marcha a toda a hora.
Há quem junte 1 folha de louro e até cravinho da india na cozedura da batata que depois retira;
há quem junte cebola e até cenoura.
O meu caldo verde só leva os ingredientes que disse.

Estas minhas couves são tão fininhas que se não usares um passador, vai todo junto na água de lavar pela pia abaixo (nem sei como sou tão habilidosa de mãos eheheheheheh)

Gatinho frenético disse...

Hummm caldinho verde é bom! As crianças devem papar a sopinha toda eheheh

Parisiense disse...

Até comia um caldo verde ao meio dia......abriste-me o apetite pascoalita.
Mas eu já não me atrevo a cortar as couves para o caldo verde, pois ficam tão grossas como as de compra..... mas tenho colegas que fazem isso muito bem......e cá na terriola isso é coisa que fazemos sempre depois de qualquer patuscada.
Se vires gente as 2h ou 3h da manhã a apanhar couves no campo, somos nós para fazer o caldo verde....ahahhahaahah
Gosto muito e geralmente metemos a "tora" que é uma rodela de chouriço caseiro( como aquele que a m/maninha africana levou uma vez, lembras-te?????ahahahahh).

Pascoalita disse...

ahahahah "tora" ??? não conhecia esse termo para definir chouriço!

E a esse da tua zona, acho que deviam chamar "latagão" ou "couriço africano", tal o tamnho do dito.
Se me lembro! Ainda hoje me rio do tamanho e olha que só vi metade eheheheheheh

Parisiense disse...

ahahahahahah francamente pascoalita, só viste metade?????
Um dia destes mando-te um inteiro....ahahahahahahh
E sim perguntam as pessoas se quer o caldo verde com "tora" ou sem "tora"....hihihihih

Pascoalita disse...

Sabes como a nosso nina africana está sempre pronta pra por a mesa, né? (bem, ela põe a dita nos sítios mais estranhos que possas imaginar ... estou a lembrar-me exactamente de um deles que agora não digo ahahah) e uma das vezes, há muito tempo, apareceu-nos com "parte de um chouriço" que provocou tal risota que inda hoje o pessoal se lembra dele eheheh
Aposto que essa especialidade é feita por algum africano que certamente se inspirou nas ... bananas de "metro e meio" (aposto que pensavas que ia dizer outra coisa ahahahahah)

mendogas disse...

Pois eu acho que um bom caldo verde marcha a qualquer hora!
Pascoalita obrigado pela visita!
deixa-me dizer que deve ficar optimo o teu caldo verde!
e jà agora talvez na altura da foto
eu fosse pescador de ambas as coisas, mas isso são tempos que já lá vão.
Agora sou só o "homem do gás eheheh".
um abraço

Betynha disse...

Eu até tenho algum jeitinho para trabalhos manuais, mas o mais certo era cortar tirinhas de dedos!

É bem mais fácil desfilar na passelere ahahahah

Diego disse...

Eu gosto de caldo verde, mas gosto de comer um caldo verde bem quente vindo dos meus primos do norte, numa noite de inverno ^^
Sabe simplesmente bem :D



Jocas

p.s: novo post no meu blog ;)

Pascoalita disse...

Caldo verde quentinho chegado do norte, Diego? Mas isso é difícil! Nem no melhor termo eheheh
Mas acho que entendi ... hummm caldo verde feito em panela de ferro fica um espectáculo e mantem-se quentinho, claro.
Mas cuidado que inda fazes como a minha madrinha que um dia queimou o céu da boca e até saiu a pele à lingua eheheheheh

Espaço do João disse...

Minha querida.
Por acaso adoro caldo verde. Sabes como se faz o caldo verde no Porto? Então explico:- couve bem fininha, batata, azeite e, a célebre "tora". Sabes o que é a rora? Nada mais, nada menos que chouriço, cortado ás rosdelas. Na Madeira, minha terra natal,não leva nem tora, nem alho, mas sim um raminho de segurelha. Dá-lhe um gostinho especial. Como podes verificar também gosto de cosinhar.
Beijo João

Pascoalita disse...

João,

Se leres em cima, o comentário da nina parisiense, ela já faz referência a esse "tora" que confesso nunca ter ouvido falar.

Mas é claro que conheço o uso da rodela de chouriço no caldo verde e como-o muitas vezes assim nos restaurantes, mesmo sem saber a origem do hábito.
De qq modo, obrigada pela explicação
Um beijo

Bela disse...

Pascoalita, com uma sardinhada, nem digas nada..
Bjinhos da Bela

Bela disse...

Pascoalita, com uma sardinhada, nem digas nada..
Bjinhos da Bela

Bela disse...

Pascoalita, com uma sardinhada, nem digas nada..
Bjinhos da Bela

Pascoalita disse...

Pois é Bela ... assenta que nem luva depois dumas belas sardinhas e tanto assim é que no sábado passado o pessoal se lambeu com ele eheheh

Mas confesso que sou um bocadito preguiçosa e só me disponho a parti-lo quando é para os padrinhos ou se tenho alguém porque só pra nós é muito raro faze-lo :))
Obrigada pelo comentário

Um beijo

Teté disse...

Tu lembras-te daquele anúncio da TV, em que um fulano tinha de chegar ao frigorífico e perguntar "onde é que está o leite?" e enganava-se sempre?

Pois, assim sou eu, quando passo por aqui! Com boas intenções de comentar o teu caldo verde (que aliás, fiz ontem para o jantar, mas na máquina), mas depois... ZNAX!!! :)))

Jinhos, nina!

Pascoalita disse...

ahahahahah sei, nina teté :)*

Até porque qdo conheci este jogo no tal Blog do meu amigo Vizinho, acontecia-me o mesmo ahahahah
A certa altura, até o vizinho notou que os meus comentários se tornaram escassos ... só tinha olhos para o ZNAX ahahahahahah

Agora vou espreitar o teu espaço, antes que me obrigue a embrenhar no trabalho e não volte.
jinhos

Mexicano Tarado disse...

Tou aqui a jogar o ZANAX há bué .... já ia uma sardinha com broa e uma tigela de caldo ver com a respectiva rodela de chouriço como é de direito

:)) :))

africana disse...

A cortar caldo verde assim fininho..o meu teria também o conduto, uma pelita, ou pedacito de carne..Deus que me livre!La tenho paciência para isso!Mas reconheço que o que é bom é bom e este é um esmero, mas gabo-te a paciência!

africana disse...

Falaram em sardinhas????
E as sardinhas que comemos na tua casa????Gordas e assadinhas pelo Hor, diretamente do "produtor" para o "consumidor", debaixo daquele caramanchão.. o fresquinho a bater..a saladinha fresquinha ali da horta, e o vinho a escorregar..AI QUE SAUDADES!MAS QUE SAUDADES MESMO!
Não me estou a fazer ao piso, mas que que foram momentos muito bem passados..ai..que bom.

Pascoalita disse...

Quantas vezes já me lemvbrei disso também com im ensas saudades! Pena não podermos repetir ... se fosse possível, seria já no próximo sábado e acredito que o meu manel iria de bom grado buscar e levar o "casal de pombinhos" como chegou a fazer.

Só por isso não faço já o convite e custa-me tanto qdo ligo ao sr. joão ouvi-lo coroso a dizer que se lembra disso com saqudades :(