sábado, outubro 13, 2007

Acordei mal humorada ...



Inauguração da Grandiosa Obra
13 de Outubro de 2007

Tento alhear-me, quase consigo ouvir a voz da minha mãe vinda do além a acusar-me de proferir blasfémias, mas ao fim de horas e horas de notícias sobre a Inauguração do Novo santuário de Fátima, não resisto a revelar aqui a minha indignação!!!

Nasci numa família católica, recebi sacramentos e ainda hoje sigo os ensinamentos da igreja. Foi-me impingida a ideia de que Jesus veio à terra porque os homens se haviam desviado do bom caminho e havia que lhes reensinar a valorizar sentimentos e só teria dado exemplos de vida modesta e destituída de riquezas, tendo inclusivamente caminhado descalço apenas de sandálias, revelando total despojamento de bens materiais.

Não nego que as Catedrais, as maravilhosas Igrejas e toda a Arte Sacra sejam de uma beleza excepcional, mas não posso deixar de pensar como seria este mundo se os milhões gastos por exemplo no novo Santuário de Fátima tivessem sido usados num plano para fazer face à pobreza, criando condições de vida digna para os milhares de seres humanos que todos os dias morrem à fome no mundo!

Será que os milhares de devotos acreditam mesmo que através de orações se obtêm hospitais, escolas, saúde, medicamentos, alimentos, desenvolvimento económico, condições de vida digna etc. para os necessitados? É que não vejo que resulte! A menos que nas suas rezas apenas peçam à virgem favores para si próprios e se esqueçam de mencionar os seus irmãos mais desfavorecidos.


Notícias sobre o assunto:

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/7khfaSTvsd3hZKwTzcQvdw.html
http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?idCanal=0&id=260972
http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?idCanal=0&id=259417


17 comentários:

Laura disse...

Ai era essa a tua indignação e mostraste que tavas mal dos fígados, logo de entrada na minha casita...

Olha, sabes que mais, nem sabia que tinham novo santuário, ou casa nova, nem me ralo, já estou cheia de barafustar e ninguém me ouve. Para adorar a Deus não fazem falta grandes catedrais, antes pelo contrário jesus pede que demos de comer a quem tem fome e por aí fora, mas os homens e a vaidade....
Os luxos a luxuria, as comidas boas dos padres e por ali fora, aquilo é tudo na base de receber mais dinheiros e mais benesses dos homens...
As pessoas rezam pelo que querem e precisam, eu nunca esqueço a paz no mundo e uma vida digna e feliz para todos, não só para uns, mas menina contenha-se nem lhe fica bem, bamo lá bora pa lá refilar com os padres que andam a gastar os tostões mal gastos...

Jotabê disse...

ainda consigo achar de maior inutilidade este santuário, que os estádios de futebol que fizeram para o euro 2004.

:|

Ahlka disse...

Nem sei se concordo ou discordo.

Tive catequese com um padre e freiras muito humanos, lembro do padre dizer que não se deviam fazer promessas, era uma forma de chantagem muito feia. Dar só em troca de uma dádiva era para ele uma tirania.
Conheço também 2 missionários que dão há anos, corpo e alma para tornar a vida mais amena a povos desfavorecidos (um em Madagáscar e outro no Brasil).
Por isso acredito que nem toda a igreja se guie pela fantochada de Fátima.
Também acredito que quem transformou Fátima num circo, foram os próprios visitantes.
Uma coisa é certa poupa milhões de euros em anti-depressivos ao Estado, e essa função ninguém lha pode negar.

Claro que se viesses defender Fátima, eu logo apareceria a criticá-la. Limitei-me a acertar os pratos da balança...Como sempre sigo a minha máxima de que o mundo não é preto ou branco mas uma palete de cinzas ;)

Pascoalita disse...

É memso teimosia de TOURO, mas deixa que eu tb tenho a minha dose.

Tb eu me criei com um padre que na aldeia sempre acreditaram que era santo! Não conheci mtas pessoas tão humanas como ele, mas tens de concordar que são uma minoria e gente humana e com espírito de sacrifício ainda vai havendo noutras áreas. Tenho por exemplo um
primo, médico, que de tão exagerado em ajudar os outros, chegamos a duvidar que tenha os "5 alqueires bem medidos" eheheheh

Mas ontem e hoje já quase vomitava de tanto ouvir falar nos milhões gastos em Fátima! Apesar de aparentar ser uma obra simpes, apenas grande em tamanho, imagina qto custará a manutenção daquilo! Claro que é uma gota de água comparava com o vaticano!

Concordo inteiramente contigo qdo dizes que são os fieis quem mais contribui para transformar fárima num circo.

E não sei se poupa assim tanto nos anti-depressivos eheheh eheheh

Pascoalita disse...

Jotinha,

foi intencional deixar-te para 2º lugar eheheh

Hoje tou tão azeda que tinha pensado não te contar o que prometi ,mas aí vai ...

Imaginava-te:

Cara redonda, faces ligeiramente rosadas, cabelo pente zero, mto sorridente, sempre bem disposto e alegre, estatura média e vestuário desportivo (fato de treino e equipamento desportivo inclusive).

Não sei, no conjunto, imaginava que tivesses alguma semelhança (refiro-me apenas fisicamente) com um nosso conhecido meu e da Ahlka) chamado Quim eheheh (não sou doida, Ahlkinh? ahahah)
Não sei onde fui buscar a ideia, mas é isso aí ...

Para acabar e, como hoje estou virada para o clero, confesso que qdo vi aquela foto achei que tinhas ar de PADRE ahahahah

Sobre Fátima, respeito a fé de cada um, mas não consigo conter a tristeza e a sensação que sinto ao ver tanta hipocrisia.

Talvez por envolver mais milhões (de gente, poder e riqueza), ainda me afecta mais do que qdo vejo aqueles empertigados a tourear os desgraçados dos touros na arena)

Laura disse...

Menina deixa que cada um seja como quer e Fátima devia ser um lugar sagrado, mas é sagrado e profano ao mesmo tempo, mas..deixá-los...o tempo dirá quem tem razão, mas as pessoas adoram meter-se ali nos dias 13...
E tem quem vem de lá feliz da vida e aliviada do stress de que sofre...

O Vaticano é o maior banqueiro do mundo e são os mais ricos..ora vai ver como vivem lá em Itália..vai espreitar a ver se te deixam...

Lapa disse...

Cuidado com certos "cristões"
São muitos séculos de manha...

Laura disse...

Ehhh olhós cristões...como se não soubéssemos quem são, mas eles como tudo o que é supérfluo e inferior, acabarão por desaparecer..Não eram eles que queimavam as pessoas que tinhas Dons verdadeiros e reais? pois, acabarão na mesma como lhes fizeram, só que pela mão de Deus...

cusquinha endiabrada disse...

Madrinha laurinha,

Muitos Vêm de Fátima aliviadinhos até demais! Até as carteiras lá deixam eheheheh

Eu rezo, claro que rezo, mas não preciso de uma basílica cheia de multidões e de um altar banhado a outro para o fazer. Aliás, até me sinto mais perto de Deus e mais concentrada na oração em meio humilde e sossegadinho

Bom domingo a vós

migvic disse...

Também fiz um post sobre isso, e também penso assim.

Laura disse...

Í cusquinha, a madrinha nem vai á missa...Para andar naquele senta ajoelha levanta, mais vale ir para a aeróbica e prontos. a madrinha gosta de gente boa de bons corações e muito puros..por isso a madrinha é assim meia tótó mas é por querer acreditar que ainda há gente boa. E rezo no meu quarto, fecho a porta e fico ali num bate papo com Ele ou com eles, e por vezes nem queiras saber como me sinto, tão em harmonia e tão cheia de energias das boas que...só Deus sabe.
Claro, era o que faltava se todos tivessem de ir rezar a Fátima...e nas catedrais, mas cada um faz como quer né? Beijinho minha querida afilhadinha, amo a ti e muito...

E.Adriano disse...

Menina Pascoalita

Ainda quanto ao post do dia 6, quero pedir-lhe o favor de me explicar aquela dos sólidos, e ...então os procedimentos prelimiares não existem.
Quanto ao assunto em epigrafe é muito confuso, não tenho opinião.

Só sei que, desde que me conheço, já assiti a 6 missas.
são sempre a mesma lenga lenga, quem assiste a uma não precisa de mais.
A Lady Laura diz que existe vida após a morte, não sei não ?
Mas ....



Cumprimentos e 1 bjs.

mary90 disse...

Boa noite, Pascoalita.
Por acaso nasci de um pai de pouca religião e uma mãe profundamente religiosa mas tambem muito caridosa e amiga de ajudar os outros, fui batizada, fiz a comunhão e o crisma e, casei pela igreja.
A minha mãe ia á missa todos os domingos rezava muito e pedia mais para os outros do que para ela, para ela so pedia saúde e que queria morrer rapidamente sem sofrer, morreu de repente com um enfarte fulminante..
Se as pessoa se sentem bem no santuário de Fátima e, adormecem um pouco as suas dores e os seus sofrimentos e, resolverem dar os seus donativos para eesa igreja onde gostam de ir e querem estar a acalmar o espírito, será que vem daí algum mal?
Como alguém muito bem disse aqui o estado até vai poupar em anti-depressivos.
Gastaram muito dinheiro em estádios de futebol e o governo também deu dinheiro, mas apesar de eu não gostar de futebol é um culto como outro qualquer.
Então eu acho que devemos deixar as pessoas ser felizes à sua maneira e se é a dar dinheiro para uma igreja onde se sentem bem porque não.....
O santuário de Fátima também tem lares da terceira idade, e as igrejas nos tempos de hoje nos bairros ajudam muito os idosos, e têm lares com freiras que tratam e fazem domicilios aos idosos.
É claro que sou uma mulher de Fé e isso sempre me ajudou muito até quando estive muito mal com a grande operação que tive de fazer e onde estive muito mal.

Amiga boa semana, e boa disposição.:)
Beijocas

Teté disse...

Pois olha, já fui mais católica do que sou hoje. Não por causa de padres especificamente, mas pela Igreja como instituição, muito virada para o lucro. Assim a dar para o capitalista... esquecendo os milhões de pessoas que passam fome e privações pelo mundo inteiro.

Mas todos podemos seguir os ensinamentos cristãos, mesmo sem cumprir "as ordens" da Igreja, não é?

Pascoalita disse...

Laurita,

Mas é claro que eu deixo cada um viver como quer! Só que não consigo deixar de reparar na hipocrisia e nas incoerênias.

Depois, não me venham dizer que a igreja se preocupa com os mais pobres pq isso é uma grande tanga. Há padres mto humanos, mas se fosse classificar a igreja como instituição, usaria adjectivos bem pesados.

adriano,

Voltaste ao tema do dia 6 para desanuviar não foi? E até sortiu efeito eheheh

Não tinha pensado em nenhum sólido específico, mas podem ser ervilhas, tomates, cenouras, bananas ... depende do que mais gostares e do que costumas ingerir.
Procedimentos preliminares? Claro que existem! Todos estes alimentos têm de ser mto bem preparados antes de se cozinharem e ingerirem ahahahah ahahahahahahah

Devem contar-se pelos dedos duma mão as vezes que assisti à missa nos últimos 20 anos! E esses casos coincidem com funerais, pois em casamentos e baptizados, faços os possíveis por ficar no fundo da igreja de modo a vir para a rua arejar.
Devo dizer que até gosto dos cânticos e de seguir as cerimónias, o que me irrita é todo o aparato luxuoso e que gira à volta.

Pascoalita disse...

migvic,

Já passei no teu cantinho e achei o assunto bem exposto.


Olá, mary90

Tb nasci numa família mto crente e frequentadora da igreja. Recebi sacramentos, casei pela igreja e até baptizei os meus filhotes.

É claro que cada um faz uso do seu dinheiro da forma que melhor entende e é nesse contexto que eu há mtos anos me recuso a dar esmolas na rua a desconhecidos.

Fui enganada 2 vezes e actualmente comigo aqueles pedintes do metro e afins perdem literalmente o seu tempo! Não me conseguem comover minimamente. Há outras formas de ajudar e quem me conhece bem, sabe do que falo.

Mas a igreja que tanto chama a atenção dos governos e do mundo em geral, para a pobreza dos povos subdesenvolvidos e oprimidos, podia canalizar verbas no sentido de minimizar o sofrimento a esses infelizes! Isso sim, seria uma obra de caridade e acredito que muito bem visto aos olhos de Deus, plo menos do Deus que eu idealizo.

Entendo que a fé e a prática de actos religiosos são duas coisas distintas.

Só para dar um exemplo, não deve haver mta gente com mais fé do que a minha amiga laurinha e no entanto que eu saiba, não é frequentadora assídua da igreja.
Votos de boa semana tb para ti
bjs

Pascoalita disse...

teté,

Inteiramente de acordo contigo! Todos podemos ser bons cristãos e seguir os ensinamentos de cristo, sem por o pé na igreja.

As obras mais valiosas fazem-se no terreno, não na ociosidade das rezas dentro de um qq templo.