domingo, outubro 14, 2007

Acontece-me cada uma !!!


Há cerca de 15 dias atrás, mais concretamente na Terça Feira, dia 2 de Outubro, sentei-me no cadeirão do cabeleireiro pronta para lavar a cabeça, despi a camisa de ganga que usava sobre a t-shirt e preparava-me para retirar os brincos como faço sempre, quando dei por falta de um deles!

A primeira reacção foi procurá-lo no chão do salão e atrás do cadeirão, supondo que teria sido arrastado pela camisa, mas do brinco nem sinal. Apesar de ser de "pichebeque" custava-me perdê-lo, pois era dos que mais gostava e além disso fazia parte dum conjunto com colar igual.

Quando regressei ao trabalho contei o ocorrido à minha colega, a nina africana que apesar de possuir uma memória fantástica, não foi capaz de dizer se me tinha visto com os dois brincos durante toda a manhã! Mas com aquele seu jeito peculiar, para me consolar levou o resto da tarde a convencer-me que a moda actual só compreendia um brinco e que também se usa um de cada cor!


Cheguei a duvidar que às 6,30 da manhã tivesse colocado os dois, acabando por me convencer que o teria perdido no autocarro e só não liguei à empresa por se tratar de um reles brinco de fantasia e por achar que seria ridiculo. Mesmo assim, como a língua me morde quando estou calada (palavras do mê hortelão eheheh), dias depois viajando com o mesmo motorista acabei por falar no assunto, tendo-me ele prometido averiguar se o pessoal de limpeza o teria achado.

Os dias foram passando sem que me esquecesse, tendo até passado pela mesma loja com a intenção de comprar outro par igual, isto mesmo sabendo que tinha trazido o único que havia. Escusado será dizer que passei a fazer o percurso de casa para o trabalho a olhar para o chão e vice versa, (é que eu sou de ideias fixas eheheh)


Bem, não encontrei um par igual, mas entrei na "Parfoi" e comprei uns em metal branco bem grandes, tipo aquelas vistosas "argolas à tia" que a Ahlka descreveu e são tão barulhentos que é difícil caíram sem que a dona se aperceba ahahah


Na passada Quinta Feira, dia 11, voltei ao cabeleireiro e levava uma leve esperança de que o tivessem encontrado. Mas nada! Fiquei todo o tempo à espera de ouvir a Luisa dizer:

- Sabe, afinal depois de sair, encontrámos o seu brinco!

À parte uns elogios aos novos brincos, saí dali decepcionada, mas ainda não tinha perdido a esperança de o encontrar. Nessa mesma tarde, estava eu sentada ao PC, completamente absorvida pelo trabalho, quando fui surpreendida por um ruído de algo a cair no chão. Deitei imediatamente as mãos às orelhas e confirmei que nada faltava. Mirei o chão e nada vi. Levantei-me, olhei em volta e nada! Então ajoelhei-me e espreitei por baixo da secretária e foi aí que soltei um grito bem à laia do jeito da mais genuína tia do "Jet sete" ...

- "Ai o meu rico brincooooooo"!!!!


O malvadinho deve ter ficado todo este tempo preso no casaco de malha que mantenho sobre as costas da cadeira, à espera do momento certo para cair ahahah


15 comentários:

empregadita disse...

És uma verdadeira contadora de estórias.apartir de uma coisa simples consegues fazer uma estória e prender a atenção!! mas o importante é que o teu brinkito lá apareceu, nada como nunca perder a esperança :)

MEIO MALUCO disse...

Isso sim, é ter fé e elas acabarem mesmo por acontecer, mas agora pergunto, o que vai ser do novo par de brincos??? Coitados, vai ser abandonados? Olha, ouvi dizer que existe uma associação qualquer que fica com os brincos abandonados...

Bjs e fica bem!

Pascoalita disse...

Olhá minha nina empregadita! Que bom ver-te por cá, miúda eheheh

Fiquei à espera que algum adegueiro me informasse se os meus mails continuam a chegar "branquinhos da silva", mas acredito que já resolvi parte do problema.
Jinho grandeeeeeee

Pascoalita disse...

meio maluco,

eheheheh Deste-me uma ideia, sabes? Usarei os primeiros às segundas, quartas e sextas e os novos o resto da semana ... no fim de semana os "furinhos" descansam, claro!

Hummm deves ser bem dado a marotices

bjs

marco disse...

sortuda!
o brinco gostava mesmo da dona!

Ahlka disse...

Se fosse comigo e gostasse muito dos brincos, faria tudo para encontrar o brinco perdido, até seria capaz de mandar fazer o seu par, mas quando chegasse o par de 'desemparelhado' já o lugar estaria ocupado por um novo par de brincos ao qual já me teria afeiçoado.
Os meus acessórios são uma constante, marcam fases da minha vida, quando saem, saem de vez....Há quem lhe chame pancadas, eu chamo identificação ;)

Pascoalita disse...

Marco,

Em termos de sorte não tenho mta razão de queixa. E o caso do brinco dava quase para acreditar que de facto a fé tem o seu paapel nestas coisas eheh

Ahlkinha,

Pelo que sei de ti e do pouco que já vi, os teus acessórios e tudo o mais devem ser duma beleza sóbria.

Eu como sou estrambelhada, uso tudo à mistura e sou mto inconstante na maioria dos gostos. Tão depressa ando uma semana com o mesmo, como sou capaz de variar diariamente dos pés à cabeça diariamente. Tudo depende do estado de espirito que é muito variável.

Passei há pouco pelo teu quintal e cheirou-me a álcool ... qué lá isso? a beber sozinha??? Faxavor de abrir a garrafeira aos amigos eheheheh

Teté disse...

Se usasses argolas "à tia" já nada disso acontecia. Olha rimou e tudo, ah, ah, ah!

De qualquer das formas acho que ninguém gosta de perder as suas coisas, não interessa se é bom ou de pechisbeque. São coisas nossas de que gostamos e tá tudo dito!

Jinhos

Pascoalita disse...

teté,

A coisa que mais me lixou perder até hoje e já lá vão quase 2 anos, foi uns óculos graduados que além de serem praticamente novos, gostava deles e fizeram-me imensa falta!

Claro que tive de fazer de imediato outros (500€) e como caí na asneira de escolher daqueles sem aro, sabes? que são os meus actuais, ainda não esqueci os anterioes.

Estou ansiosa por mudar, mas não é algo que se possa ter às dúzias como os brincos de pichebeque eheheh

Por falares em argolas, ia dizer que só tenho em prata, mas acabei de me lembrar que tenho umas em ouro sim! Têm forma oval e longas mas são finas e têm uma bola de ouro em baixo. Já há muito que não as uso pq o ouro saiu quase de moda e além disso só tenho 2 orelhas pra tanta duzia de brincos... acho que devíamos ter mais umas orelhitas não? eheheheh

Laura disse...

Ehhh atão mais valia teres órelhas de elefanta ehhhhhhhh..
Bem brincos perdi um há anos e tinha diamantes pequenitos, custaram-me 90 continhos de reis e um lá se foi e como agora não é tempo de vacas gordas (outra vez as vacas das argolas ehhh) não vou mandar fazer outro por 45 contos né?, mas tive pena, pensei que fosse em casa, procuramos por todo o lado, mas.....
Nem sei dizer direito essa do pbicheque ou lá o que é..arre...mas só uso ouro e os que trago eram da minha avó, só que estavam partidos e mandei desfazer e fazer de novo e ando com o ouro que ela usava e prontos...

Jotabê disse...

recostei-me na cadeira, coloquei as mãos no cimo da cabeça com os dedos entrelaçados, e pensei...

uma autêntica conversa de 'gajas', onde um homem dificilmente consegue entrar sem se tornar inconveniente

...não vou comentar!

8|

8)

Pascoalita disse...

Muito bem! Vou tratar do teu assunto, jotinha :b)

Prometo colocar em breve um tema bem interessante para ninos, tá?

empregadita disse...

ó lindinha, eu já te disse que agora andas a piar baixinho.......tb não deu para eu ter tempo de dizer muito mais, que isto aqui anda um virote e tem dias que não sei para onde viro. para já continuo serenamente a aguardar as mudanças anunciadas e essas sim vão-me afectar.

Pascoalita disse...

Tou solidária contigo,

nina empregadita ... gostaria de te poder garantir emprego vitalicio, por exemplo, mas as coisas neste país vão tão mal mal que eu própria inda acabo à porta da igreja.
Esperemos por dias melhores e entretanto vamos dando umns sorisos mesmo que amarelitos.
Brigada por passares por cá minha linda (empregadas assim já não há eheheh)
jinhog rande

L.S. Alves disse...

Pascoalita mais um pouco eu chorava de rir ao ler as aventuras do seu brinco perdido.
Um Abraço.