quarta-feira, abril 15, 2009

Morreu o Artista José Franco



Aldeia situada entre Ericeira e Mafra e a escassos km de minha casa, quando os rapazes eram pequenos, era frequente fazermos uma paragem no Sobreiro para uma breve passeata pela "aldeia saloia" aproveitando sempre para saborearmos o pão com chouriço acabado de sair do forno, ou as deliciosas farturas acabadas de fritar.




É ainda hoje ponto de visita obrigatória, sempre que recebemos amigos ou familiares, sobretudo quando há crianças e é um excelente passeio para quem mora num grande meio urbano.

O lugar está sempre repleto de visitantes nacionais e estrangeiros.


Um pouco sobre a vida e obra do Artista, incluindo a notícia da sua morte, ocorrida ontem 14 de Abril, pode ler-se aqui














17 comentários:

Laura disse...

Olá, por acaso uma amiga dos blogues e o ze do canito mandaram-me fotos dele, dos seus trabalhos e vi a aldeia em video, lindo lindo...É a idade, a vida.
Pascoalita, alguém falou de ti no resteas, no post de ontem, sobre o meu surfista eu e a terapeuta, vai lá ler, lá pró fundo um certo amigo nosso...Beijinhos.

Pascoalita disse...

Laurita,

Já fui ler o comentário que certamente não veria se não tivesses avisado, dado que já postaste outro tema.

É sempre com enorme emoção que recordo a forma como eu e o Marius70 nos tornámos AMIGOS, primeiro virtualmente nos Foruns Sapo e depois, por minha iniciativa, porque a certa altura senti que estava na hora de o conhecer pessoalmente.

Como ele mesmo disse um dia, mal sabíamos nós então as emoções que nos esperavam e que algumas das amigas do outro grupo de que já na altura falava (laura, africana e Gi) tinham afinal tanto em comum com ele.

A vida faz-nos essas surpresas e o mesmo aconteceu comigo depois, ao conhecer a Mary90, de que obviamente sou amiga, constatei que afinal a conhecia há muitos.

Não dizem que o MUNDO é pequeno? Pois isto é uma prova disso mesmo.

jinhos a ti

Pascoalita disse...

Sobre o assunto do Post, estou a lembrar-me que das várias vezes que já aqui estiveste, não visitámos a "aldeia saloia" do Sobreiro.

Mas foi local de passagem a caminho da casa do Bequinho e Côca, lembras-te?

Pascoalita disse...

É um lugar a visitar! E da próxima vez que a minha homónima cá venha, o que suponho acontecerá em Agosto, faço questão de a levar lá.

A propósito, ainda ontem, em conversa com um AMIGO, ele se referiu ao cozido à portuguesa que há anos ali comeu eheheh

As minhas memórias do local estão associadas à fila junto à casinha das farturas e ao cheirinho do pão com chouriço a sair do forno eheheh

Teté disse...

Lembro-me bem de visitar a aldeia e de ainda ver o artista a trabalhar.

E claro, a miniatura da aldeia, que era reprodução da região "saloia" de outras eras.

Não sabia que ele tinha morrido. Ou melhor, pensei que já tivesse morrido há alguns anos, devido à idade avançada que já tinha quando o vi a trabalhar.

Um homem que viveu o seu sonho!

Beijocas, nina!

Pascoalita disse...

Teté

Faleceu ontem com a bonita idade de 89 anos!

Vi-o a trabalhar algumas vezes. É pena que os seus trabalhos tenham atingido preços inacessíveis, o que leva a que muitos, calhar a maioria dai do país.

jinhos

Zé do Cão disse...

Já fiz a minha homenagem ao grande artista português José Franco no Blogue da Fotografa.
Ver estas fotografias mata saudades, ler o texto lembra recordações.

Também fui um dos sortudos que comi lá um cozido à portuguesa, que jamais posso esquecer e na sua adega tive um almoço com 40 amigos que foi uma delicia.
Que descanse
biquinhos

Roderick disse...

Não sabia! Espero que não destruam o que ele fez.
Ainda tenho lá um prato que ele me fez há dois anos quando visitei com uns amigos espanhois. Ele estava a trabalhar e perguntou às nossas crianças os nomes. vasi dai fez um prato com o nome deles. Acabei por ficar com ele, como recordação!

Parisiense disse...

Não conheço.....mas para a proxima vez que for para esses lados quero ir visitar......deve ser muito bonita essa aldeia em miniatura.

Beijokitas

Pascoalita disse...

Plá, Roderick :)*

Tanto quanto sei, há pelo menos uma filha que há muito tempo acompanha, ou é mesmo a responsável pela gestão do que acaba por ser um grande negócio.

Ao contrário de ti, há uns anos atrás, desloquei-me lá a fim de adquirir umas lembranças para oferecer a um grupo de amigos com quem ia almoçar.

A ideia era comprar uma qq peça que tivesse a sua assinatura, mas o mais pequenino objecto era caríssimo e acabei por optar pela compra, no espaço de artigos regionais, por miniaturas de moínhos de Mafra.

Pascoalita disse...

Parisiense,

Fica combinado! Em Agosto vêm cedo e vão visitar o interior do convento de mafra enquanto eu preparo o almoço;
de tarde vamos até ao Sobreiro visitar a miniatura da "aldeia saloia" ... vais gostar :))*

jinhos

Carlos II disse...

Perda irreparável. Não sei se tem continuadores.
Reconhecido pelo Estado a sua obra é original.
Comprei lá muitos canecos.

Laura disse...

Pascoalita , pois é o nino marius por vezes falavas-me nesse casal maravilhoso, mas eu nem atinava, e um dia, blábláe bláblá e já cá tamos, que alegria reencontrar um vizzinho do bairro e como ele diz, vocês já se conheciam há anos e eu no meio de vós sem saber d enada...

Não me lembro da casa deste falecidos enhor, é pena, mas se fica no caminho, passamos lá pois..Beijinhos.

L.S. Alves disse...

Linda obra de vida construiu esse senhor. Com certeza mais um ponto a se visitar em Portugal.
Beijos moça.

Dr. Mento disse...

Lembro-me tão bem da aldeia do Sobreiro.

Sempre que tinha uma visita de estudo, não podia faltar a paragem na aldeia do Franco. Vi-a vezes sem conta e, de cada vez que a via, mais gostava dela.

Fatima disse...

Partiu o mestre, ficou a obra!

Marta Vasil disse...

Cheguei aqui por outro blogue. Captou-me a tenção a publicação sobre a morte deste grande senhor que conheci em duas visitas que fiz com crianças ao Sobreiro.
Partiu, mas a grandeza do seu trabalho ficou. Espero que o preservem com as mãos e o coração.

Obrigada pela partilha
MV