terça-feira, junho 05, 2007

50 anos de casamento


Qualquer pretexto serve para confraternizar e foi com esse espírito que o filho dos meus padrinhos reuniu no passado Sábado num almoço, um grande número de familiares e amigos, por ocasião do 50º aniversário de casamento dos pais (xiiii tanto tempo a aturarem-se eheheh)
A reunião familiar teve lugar no sítio do costume, um picadeiro, em Cascais. Eramos cerca de 30 convivas.

O meu contributo foram 6 dúzias de pasteis de bacalhau (receita da Je) e 1 panelão de caldo verde finamente partido à mão tb pela Je, 2 coisas a que o padrinho chama um pitéu, preferindo-os aos pratos principais (camarão tigre grelhado na brasa e 2 leitões inteiros, acabadinhos de chegar de Negrais). Os pasteis acabariam por se constituir o seu "troféu" e dar origem a uma brincadeira ahahah

Depois de ter colocado 4 pratinhos cheios de pasteis na mesa, guardei alguns numa caixa para o aniversariante comer mais tarde, ao jantar, ou mesmo para o almoço seguinte.
Após o almoço, em ar de brincadeira, entre sorrisos dos convivas, agarrou-se à caixinha dizendo - "estes pastelinhos são o meu jantar! Vocês têm o leitão" e imaginem que foi guardá-os no carro eheheh

Já me encontrava em casa, cerca das 19,30 horas, quando a madrinha ligou a perguntar onde eu tinha guardado os pasteis, tinham decidido jantar em Cascais e o padrinho andava a revirar tudo à procura do seu petisco! Pensei para comigo: "72 anos de idade e 50 de "enforcamento" como ele diz, é natural que a alzheimer comece a fazer estragos". Só hoje me segredou que tinha feito fita à procura dos pasteis, porque alguns convivas ainda não tinham demandado e podiam cobiçar-lhe o "troféu" eheheheh
São cada vez mais raros os casais que festejam as "bodas de ouro" e neste caso concrecto chamaria de "bodas de fel" mas todos os motivos são bons para se promover o convívio e Sábado foi um dia Festivo!!!

46 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

50 anos... eu já vou com 9, mas gosto de pensar que cada um merece ser celebrado. No dia em que não tiver este sentimento, alguma coisa estará muito errada.

Uma beijoca, Pascoalita, e vê se páras de fazer a malta salivar quando aqui vem! ;)

Gilinho disse...

Pascoalita, são vivências e experiências de vida como esta que devem ser valorizadas por todos nós. Eu já tenho 30 e espero chegar lá.
Um grande abraço.

cusquinha disse...

Sai 1 pastelinho de bacalhau e 1 copito de aldeia nova, please!
Como? Acabaram os pasteis? então, podem ser 2 copos de aguardente!!!

cusquinha disse...

50 anos com anilha? puxa! tadinha da minha pata eheheheh

Fallen Angel disse...

( Bem posso esperar 50 anos para me passar pela garganta um pastelinho de bacalhau da Pascoalita... )

Bacalhau Pascoal, Pascoalita? É da casa.. :-)

Beijo.

Cusco disse...

Olá! Os meus pais também quando fizeram 50 anos de casados fizeram uma pequena festa. Também nos juntámos todos e foi muito bonito. Tirei algumas fotos e principalmente fiquei com uma descrição feita por ambos como foi o casamento nessa altura! Qualquer semelhança com um casamento de agora é pura ficção cientifica.
Um beijo para ti.

Agora reparo: Isto por aqui hoje é só animais… Até uma Cusquinha… ! É o que eu costumo chamar à minha filhota.

L.S. Alves disse...

Não dá pra eu ganhar os pastéis sem ter que esperar fazer 50 anos de casado.
.
Deu água na boc...droga! deixa eu secar o teclado que caiu baba aqui.

cusquinha disse...

Olá!
Tb queria provar os teus pasteis, mas a minha dona botou-me de castigo :(
Acho que ela foi à garrafa da aguardente. HELP !!!

Ahlka disse...

Com o que sei hoje, nem sei se é bom, se é mau festejar os 50 anos de casamento...Dava pano para mangas...
Agora, quanto aos pasteis, tenho certezas: É bom!
Quanto ao leitão: É mau.
:)

cusquinha disse...

Oh! Leitão não, tank's. Eu gosto é de gafanhotos!

cusquinha disse...

xiiiiiii
casamento duraaaaa duraaaaaa
petiscos e mais petiscos
mas eu prefiro comer florinhas

cusquinha disse...

Boa tarde! então e o bolo de aniversário do casório? não sobrou nada para uma diabinha esfomeada?

mary90 disse...

Olá Pascoalita.
Ainda há por aí um pastelito de bacalhau?um caldo verde também pode ser!
Na verdade tenho um sonho festejar as bodas de ouro, porque era sinal de que eu e o meu M. estavamos vivos e também porque o nosso amor nos continuava a acompanhar(há gostos para tudo)ao longo de uma vida.
E se ainda estivesse bem das pernas dava um pé de dança.
Depois de muito acompanhada no retiro fiquei assim.:)
Amanhã volto á rotina.
Beijocas

Pascoalita disse...

Rafeirinho,

Dizem que o prazo de "teste" são 10 anos. Cuidado que podes ser devolvido eheheh
Tu és elegante, podes ir comendo um ou outro petisco que não perdes a linha.
Bjitos

Gilinhooooooo
Que saudades, mano querido! Temos de voltar aos nossos longos paleios via e-mail. 1 xi-coração

Cusquinha,
Só há bagaceira e duvido que qjguentes um pingo no cimo do copo. Os pasteis tb já acabaram. Sorry
Prometo chamar-te da próxima, tá?
Entretanto, tenta voar até Braga que a minha amiga Laurinha todos os dias dá pãozinho fresco aos teus irmãos e certamente tb chega para ti.
Tens anilha? E se calhar tá tão apertada como a minha que já não dá para tirar. Isso é mau!

Fallen angel,
Vais nada ter de esperar 50 anos. Então não tá prometido um piquenique entre todos? E eu não disse que levava um saco cheio de pasteis? A promessa continua em pé ehehehITAS

Pascoalita disse...

Ahlka
Tou sempre a dizer que hoje não me casaria. Mas o mais certo era voltar a fazer tudo de novo eheheh

Cusquinha,
Os que duram, né? O meu tb já há mto passou a barreira do "tem-te não tombes" mas meio século é obra!
Depois de passar a fase crítica, é questão de te manteres vivo ... o tempo passa sem darmos por isso ehehh

Pascoalita disse...

Cusquinha,

Bolo de aniversário propriamente não havia. Mas a doçaria era mais que muita. Imagina que até havia "espera marido"
Estranho num aniversário onde o marido está presente há 50 anos, não achas? eheheheh
Hummm e se aquilo é bommmmmmm

Pascoalita disse...

Olá, Mary
Gosto em te ter por aqui a girar. Nota-se o qto foste mimada e já tás a querer esticar até plo menos aos 50 anos? Pois que seja!!! E com saúde, é o que desejo.
Inda um dia te levo uns pastelinhos de bacalhau dos meus (não nos tempos mais próximos, claro, bem sabes porquê)

cusquinha disse...

Boa noite :)

Laura disse...

Pois é falam dos dez anos, mas nem acabei os nove e muitos que duram e duram por vezes duram mas é treta certa porque se dão mal e aturam-se toda uma vida a fazerem sofrer o outro. Tô por dentro de muita história de casamentos que dizem ser lindos, mas nem são! Só quem vive de perto e assiste a situações de tourada do marido fora de casa e as senhoras sabem e contam ás amigas que são traidas e fazem de conta e até vão á igreja comemorar os 5o anos ehhh dessas rio-me eu, é tudo hipócrisia...Mas a vida é de cada um!
Tenho uma amiga que teve zangas bem duras com o marido e que mau ele era, na hora dos 25 anos de casados queriam ir à Igreja benzer alianças, que patetice, ainda bem que ela abriu os olhos a tempo e disse, iamos comemorar o quê?, o fracasso do casamento!
Por isso porque será preciso festa para comer petiscos? venham eles com um bom verde e champanhe a qualquer hora que é quando sabe melhor!...
Pascoalita vamos mandar pasteis ao alves?

cusquinha disse...

Tb se pode executar esta técnica de massagem e ir petiscando uns pastelinhos de bacalhau ao mesmo tempo

Diabinha disse...

Pascoalita,
segura aí esse malvado desse rato para eu lhe ferrar o dente, pleasse

Diabinha disse...

Amanhã fazes mais pasteis desses? onde fica a tua cozinha?

Laura disse...

Táis a falar com quem ó gataria?
Pasteis de bacalhau? o nina pascoalita faz favor, eu sei fazer pasteis, mas nãos ei se os teus são melhore sou piores, ams como o padrinho gosta muito deles, bem, por via das duvidas ensina a mim...

Diabinha disse...

Eu não quero apender a fazer! Quero é papá-los. Podem ser feitos pela laurinha, não sou esquisita ahahah

Laura disse...

Ai podems er feitos pela laurinha? pois eu digo-te como os faço, começando

Desfaço a tua cara em puré, perdão as batatas cozidas e bem de sal... esfrego as postas de bacalhau sem espinhas, num pano, claro que antes as desfaço em lascas pequenas, e esfrego o pano com ele lá dentro até ficar em fiapos, deito no puré e nos fiapos de bacalhau, um bom gole de azeite, sal pimenta ovos batidos, amassassa tudo e fazem-se os pasteis com duas colheres que se fritam em óleo bem quente, e para não agarrar muito passam-sse as colheres em oleo blá blá, espero na me esquecer de te esganar no fim das frituras..

Diabinha disse...

Parece fácil, laurita. Mas sempre dará mais trabalho do que a papar, não concordas?

Pascoalita disse...

Oi, mana laurinha,

A minha receita de pasteis não difere dessa que fazes.
Eu habituei-me a esmagar o bacalhau no "passe-vite" mas a ciência está nas proporções "batata/bacalhau". Costumo passar a batata e ir juntando ao bacalhau, vou mexendo e vejo a consistência. Não sei porções, faço sempre a olho, mas creio que os meus levam sensivelmente o msm duma coisa e outra. Por exemplo, nos que fiz há dias utilizei 5 postas grandes de bacalhau! Não bato os ovos, vou-os adicionando um a um ao msm tempo que misturo.
Então e 1 cebola partida muito fininha? e a salsa tb finíssima? (não meto azeite)
Ai que a diabinha/cusca já deve ter ido fazer a receita e faltaram ingredientes eheheh

Pascoalita disse...

Ah! O "passe-vite" apenas esmaga o bacalhau, não o passo ali.

Olha só esta ... além dos 60 pasteis que lkevei para cascais, deixei uns 15 em casa para o meu nuno levar à noite para lisboa. A ideia era levar o almoço de Domingo para ele e o Vasco (coisas de mãe, sabes? eheheh).
Ele bem me disse que não passaria o Domingo em casa, mas enfiei-lhe os pasteis no saco na ideia de que não se estragariam.
Ontem, liguei-lhe a perguntar se vinha passar o feriado (não veio) e qdo lhe perguntei o que ia jantar disse "vou comer os pasteis")
Imagina que dos que levou, inda tem metade que já devem tar enrugados como a fatiota da strepper da Adry ou como a pele dos t****** ehehehehh
E o meu padrinho que me tem ligado quase todos os dias a perguntar se sobraram pasteis ahahahahahah

Pascoalita disse...

Pensando bem ... acho que meto sempre um pouco mais de bacalhau do que batata. Geralmente há sempre ou pouco de puré que vai parar ao caixote, por me parecer demais.

Sempre que faço pasteis de bacalhau, lembro-me do meu padrinho Portela, o pintor, lembras-te?
Foi com a madrinha que aprendi a fazê-los e foi lá em casa que fui aperfeiçoando a técnica. Tb ele mos elogiava muito eheheh

Pascoalita disse...

Faltou dizer mais 2 coisinhas importantes!
- Se reparares, não são grandes. Faço-os sempre de tamanho médio;

- Para não dizer só mal do mê hortelão, conto sempre com a sua ajuda na hora de os fritar.

Desta vez, usei 2 frigideiras ao msm tempo e enqto eu os moldava, tal como tu com 2 colheres, ele mexia-os permanentemente com 2 garfos e ia-os retirando. De vez em qdo, eu parava pq ele não acompanhava o meu ritmo eheheh
Demorámos menos de 30m a fritar cerca de 80 pasteis
bjinhos

Diabinha disse...

Não fui fazer a receita, não senhor! Estive aqui sempre atenta, a olhar para uma e outra peritas (tu e a laurita ... té já me doi o pescoço de me virar) e tb já sinto água a crescer-me na boca :(

Ahlka disse...

Pascoalita, não há bom negocio que me escape, sabes que cada pastel vale cerca de 0.5€? Isso dá 640€ por dia e 12.800€ por 20 dias úteis de trabalho...Já pensaste em mudar de ramo? :)

Pascoalita disse...

Ahlka
Já vi que sim ... perspicácia e olho pró negócio são contigo!
Se não me engano, os salgaditos custam um pouco mais (80/90 cêntimos) embora estes sejam tamnho "M" valem tanto ou mais do que isso, já que é raro conseguir comer 1 pastelito inteiro por aí.
Mas msm assim, acredita que a fazê-los com a qualidade destes, não ganharia grande coisa.
Além do mais, ao ritmo que faço, depressa inundaria o mercado e "os meus pasteis deixariam de ser "raros e especiais" eheheh

Diabinha disse...

xiiiiiiii
esta nina ahlka deve ter um computador no lugar da cabeça.
eu nem consigo juntar 2+2 eheh

Jotabê disse...

eu já ficava satisfeito chegar aos 72 anos, quanto mais bodas d'ouro

também adoro pasteis de bacalhau com arroz de tomate, os camarões também fazem furur nos meus gostos, agora leitão, 'trespasso'

excelênte escolha a do senhor
e concordo plenamente, qualquer ocasião é boa para para motivar o 'comebibio'

:)

beijocas

Diabinha disse...

Uauuuuuu
o jotinha descalçou as luvas de trolha eheheh

Pascoalita, olha só quem te veio visitar num dia feriado eheheh
só não leva uma beijoca pq tou toda suada dos exercícios eheheh

Laura disse...

nina eu também ponho cebola e salsa, impensável não colocar isso. esqueci, mas leva sempre.
Já tinha escrito aqui um jornal, mas foi ao ar, ai ai ai tás a dar trabalho a mim...


Depois escrevi sobre os ingredientes que adicionamos na nossa vida, muitas vezes nem provamos bems e o sabor se coaduna e então? sai o tiro pela culatra e leva aos tais dos 50 anos cheios de erros frstarações desanimos e vamos indo e ficando a evr a banda passar...

Diabinha disse...

Ora essa! tás a chorar o trabalho que te dei? aposto que tb dás trabalho às tuas amigas e calhar até nem é pouco eheheh
Caramba, só perguntei sobre os pastelitos

Cusquinha endiabrada disse...

A minha tia amanhã leva-me ao parque e vou andar de baloiço eheheh

marius70 disse...

Bodas de ouro são realmente raros de serem festejados, é sinal que um dos dois ficou pelo caminho.

Com ou sem casamento de vestidinho branco e flor de laranjeira (como se nessa altura todas fossem para o altar purinhas da silva quando muitas tinham já dado mais que xuxu na serra) o importante é que festejar 50 anos é sinal de que entre os dois o importante não foi o papel passado mas sim a relação de cumplicidade e de saberem respeitar o espaço que cada um tem direito.

Não é uma aliança que faz um feliz casamento e todos nós sabemos disso. Aturar não é sinónimo de querer, pois ninguém tem que aturar seja quem for, mas o que ontem se aturava em demasia hoje ninguém atura ninguém e há primeira chatisse, batem com a porta. Nem oito nem oitenta, há que saber destrinçar um amuo de uma zanga a valer, há que saber respeitar o silêncio do outro mesmo que queiramos gritar o quanto foi a chatisse do dia que tivemos, as tricas das amigas e coisas que sendo importantes hoje, amanhã já não têm importância nenhuma. Deixemos cada um ficar no seu penedo de vez em quando e respeitemos isso e, se lá chegarmos, até os 75 anos (bodas de platina) podemos festejar.

:))

Tudo de bom

Laura disse...

Ehhh este Marius que me põe a rir e a pensar, desta vez é a frase; quando muitas tinham já dado mais que xuxu na serra, irra mano, eu não conhecia essa frase de lado nenhum! Inventaste agora ou é usada para descrever o que dizes? Mais uma para o meu dicionário... Boa tirada!
Abraço a ti...

Pascoalita disse...

Tb não conhecia a expressão do Marius eheheh

Laurita, inda a propósito de não conheceres enhum casal feliz, não estrás a esquecer o nino João e a sua Sofiazinha?
Eu é que não conheço nem nunca conheci casal tão unido e apaixonado.

Laura disse...

Ó pascoalita são como mosca no mel, raramente lá caem, vê-se semrpe falar mais mal do que bem, isso é verdade, mas quem quer chegar aos 75 com o mesmo Manel? Irra eu axo que me dá uma coisa se ficar até ali ehhhhhhh pa depois usar um anelito a imitar o ouro que tará mais caro daqui a 20 anos, e sinceramente, eu já nem estarei aqui nem para aturar outr manel qualquer...

Laura disse...

É verdade o senhor joão e a nina sofiazinha são pais da nina africana que foi de férias, ele chama a ela de minha carracinha e ela já está acamada e tem alzheimer, mas ele sofre tanto, tanto, e já teem boa idade, é a vida, e claro pode dizer-se esses amaram-se eternamente e amarse-ão sempre continuando na outra vida!...
Ai que inbejosa eu sou!

Diabinha cusca disse...

Uffa!!!
Ai o que me custou chegar aui ... a nina laura desligou-me a ficha e lá me arrastei, mas tava a ver que não chegava.
Vim só desejar boa semana de trabalho ou férias a todos (não sei se volto ... assim dá-me o sono

Laura disse...

Ó diabinha, porque serei eu a causadora da tua falta de energia? achas que eus eria capaz de te desligar a ficha? tu nem sabes como tenho de aceitar a tua presença na minha casa! é que tenho ali num canto o teu nome e nãos ei nem como o tirar dali, às tantas acho que és uma infiltrada de um serviço que eu cá sei, mas que se lixe, não temos aqui veia politica nenhuma e sendo assim!...