domingo, maio 25, 2008

Remexendo no Baú ...

A velha arca de cânfora é o móvel mais antigo cá de casa. O único que tem resistido a várias mudanças e encerra objectos cuja existência já nem lembrava!

Recorda-me as frequentes
visitas ao enorme armazém de mobílias na zona Paiva Couceiro, em Lisboa, onde ao longo dos anos comprei a maioria dos móveis e da importância que tinha para mim a opinião da minha Amiga Belinha, filha do dono da loja, levando-me no caso a optar por esta arca e por nenhuma outra, já lá vão quase 30 anos!

Bem, inconstante como sou, pouco tempo depois já embirrava com ela e por várias vezes estive para me desfazer dela, acabando por a considerar um traste sem grande utilidade e a deixar esquecida num canto qualquer da casa.


Na falta de algo mais interessante para fazer, hoje deu-me vontade de abrir o baú.
Inicialmente parecia ser tarefa difícil localizar a chave, uma vez que há vários anos não lhe punha a vista em cima, mas ali estava ela mesmo à mão, no lugar apropriado ... o chaveiro do hall.


Enquanto ia vasculhando o conteúdo, sorria com a ideia de montar uma banca de lavoures na próxima Feira de Artesanato que ocorre anualmente no Forum Picoas! Custa a crer que ali caiba tanto trapo! Eis uma pequenina mostra de parte do recheio do baú heheh

































Olhando agora estes trabalhos, cuja maioria pouca utilidade teve ou virá a ter, uns porque passaram de moda, outros porque foram concebidos com medidas desajustadas nos tempos de hoje, outros ainda porque se tornaram incompatíveis com a vida prática actual, acabo quase por lamentar tanta horinha desperdiçada! Pensando bem, concordo com um certo nino que há algum tempo atrás manifestou esta ideia:
As mulheres são mesmo complicadas... passamos a vida a encher a casa de tarecos inúteis ahahahahah

17 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

Sim, pelo menos as roupas dos petizes parecem-me demasiado elegantes. Mas é giro ver esses tesouros a serem desenterrados, a minha mãe também tem uma arca onde guarda tanta coisa que acho que nunca viu o fundo daquilo!

Beijo!

Parisiense disse...

Porquê complicadas....as mulheres????
Porque teimamos em guardar coisas de que gostamos, mesmo que agora estejam fora de moda, é??????
Pois eu não concordo contigo, porque por essa mesma razão é que a gente continua a guardar os n/maridos, os n/filhos....mesmo se já não gosta deles como gostava.....ahahahahahahahahahah

Tens coisas muito lindas no teu bau...conservas-as nina linda.
Beijokita grande

Adrianna disse...

Que coisas lindas! Adoro remexer em velharias, o que não é o caso ... essa arca tua de velha guarda preciosidades :)

Tb tenho uma arca como essa

Cusquinha disse...

Esse bibe(?) de nervurinhas parece o que a minha mãe guarda de quando eu era uma piolhita ahahahah

Xiii só a trabalheira que devia dar a passar a ferro!

Mexicano Tarado disse...

Mesa posta já temos ...
só faltam as tapas eheheh

Puxa! Té me abriste o apetite. Mesa posta sem nada que se coma?!?

Serve aí qualquer coisinha, caramba!

:) :) :)

Pascoalita disse...

Olá, rafeirito :)

Daqui por uns anitos talvez tb sintas vontade de subir ao sotão matar saudades dos taregos guardados.
Isto se as pernas inda deixarem e os netos te derem uma folguita hahahah

Pascoalita disse...

nininha parisiense,

Referia-me ao hábito, geralmente com algum exagero, que quase todas nós temos de acumular tralha desnecessária.

Eu por exemplo, todos os lençóis que fiz na altura e que me custaram os olhos da cara (vá lá, inda se salvou um eheheh) na altura mediam 1,80 de largura (o máximo 2m)e como sabes não dão para as camas actuais;
Além disso, há agora coisas tão lindas e tão práticas que me falta a paciência para perder tempo a lavar e passar a ferro toalhas de linho.
Isto para não falar das 2 colchas de renda que nem cheguei a usar e dos naperons que há vários anos estão no galheiro ahahah

Mas ... hummmm são lindas! (para ver e tocar ahahahah)

Jinhosssss

Pascoalita disse...

cusca e mexicano (vocês fazem um lindo par, sabiam? eheheh)

Cusquita,

Nem me lembres dessa peça de vestuário! Dava cá uma trabalheira passar a ferro que nem te digo nem te conto. Foi a madrinha que comprou e serviu para os 2 pimpolhos :))

Mexicano,

Não me lembres comezanas, rapaz! Olha que remexer nos velhos trastes foi exactamente um estratagema para esquecer a comida eheheh

MissEsfinge disse...

Costumo visitar todos os anos a feira de artesanato que durante cerca de 1 semana vários paises expôem, por altura do natal, no Forum Picoas.

Pouca coisa compro porque é tudo muito caro, mas fascina-me imenso.

Laura disse...

Olá pascoalita...que riso, a minha arca também tá cheia de coisas antigas e tinha roupinhas da neide muito guardadinhas, mas a piolkha ia buscá-las para vestir as bonecas dela... mas naperons que já nem uso, está lá de tudo, e bem diz o outro, somos complicadas, mas os homens so guardam papeis e mais nada...enxoval nem é com eles...gostei de ver os fatinhos dos rapazes, ainda vão servir para os deles... Jinhos.

mary90 disse...

Olá Pascoalita.
Saí da toca.:)
Eu tenho uma arca igual à tua que veio de Luanda foi uma oferta dos meus ex-patrões.
O recheio é que é pouco porque perdi uma mala muito grande com o enxoval e já não fiquei com muito, mas chega para o resto da vida.
Alem disso ponho tudo o que posso a uso, não gosto de guardar nada para levar para o outro lado,e as filhas não precisam de nada.
Tens umas toalhas lindas!
Não me digas que andas a guardar roupinhas para os netos?
Boa semana.
Beijocas

Pascoalita disse...

missesfinge,

Onde também de faz exposições do género mas em menor escala, é no Vasco da Gama e creio que com mais frequência.

Delicio-me a ver essas bancas de artesanato, pena é que seja tão caro!

Laura, naquela arca ainda guardo as velas e toalhas dos respectivos baptizados!
Lembro-me que o padre recomendou que as velas deveriam ser acesas todos os anos, a lembrar a data, mas nunca o fiz.
Já nem lembrava, mas até 1 colcha da caminha de ferro lá está. Dei praticamente tudo, só guardei uma ou outra peça por graça eheheh

Pascoalita disse...

Olá mary :)*

Claro que é burrice amealharmos tanta tralha! Eu tambémsou de dar uso a tudo, mas esta arca esteve mtos anos em Lx pq embirrava com ela e até esqueci o que continha.

Depois, há coisas que deixaram de se usar, como os naperons e as colchas de crochet. Destas, fiz 4! 2 vendi-as e as restantes andam para lá a monte ahahah

Talvez qualquer dia volte tudo a estar na moda.

De resto, com o guarda roupa lindíssimo que hoje em dia há para crianças, já me vejo a revirar as lojas à procura de trapinhos para os netos, enquantos estes continuarão a ser o que são ... pequenas relíquias e recordar uma época eheheh

Um beijo

Parisiense disse...

Oh pascoalita lá estás tu a dar-lhe......burrice porquê?!?!
Eu tambem tenho colchas de renda, lençois bordados a mão, paninhos de renda e tudo o mais e gposto de ter para de vez em quando usar, e se não fôr para usar pelo menos para olhar para elas e recordar....
Por isso não é burrice nenhuma, eu até acho que é um acto de muito carinho guardarmos o que tanto gostamos.

Mas se não as queres passa para cá que eu tenho uma cave muito grande para as guardar....ahahahah

Beijinhos

Teté disse...

Pois, olha, eu não tenho baú, mas ainda guardo umas coisitas dessas num roupeiro.

Ná, não foram feitas por mim, que nunca fui muito dotada para os lavores: a maioria foi pela minha avó, algumas pela minha mãe!

Não deito fora, não! Sempre que as vejo (não dá para usar todos os dias, né?) lembro-me da minha avó. Uma colcha de renda em que a cama já nem sequer existe, uma toalha de renda, que nem dá para a minha mesa que é maior, outra bordada do mesmo tamanho, e outras coisas que eram dela...

Recordar é bom!!!

Continuo a ter dificuldade em entrar aqui no teu cantinho (suponho que é das muitas fotos), mas pelo menos já não empandeira o PC... :)

Essas rosas são lindas mesmo!

Jinhos, nina!

Grilinha disse...

Ai o que tu foste arranjar.

Já criei há algum tempo o tal blog que me vai servir de "shop blog" para as quinquilharias do meu baú

Rosana disse...

Querida, sou brasileira neta de portugueses, tenho parentes em Calvão,amei teu blog! entre no meu http//www.cantinhovovomaria.blogspot.com