segunda-feira, novembro 05, 2007

Insignificâncias que traduzem mimos

Já vos tenho contado como nos primeiros anos de aqui ter casa, na altura apenas de fins de semana, um ou outro vizinho nos surpreendia com pequenos presentes. Geralmente vínhamos à Sexta Feira à tarde e aconteceu várias vezes encontrarmos cestas com ovos, marmelos, ou abóboras chila dentro do quintal à nossa espera e que depois percebíamos ser obra do Senhor Salvador, dono duma grande propriedade vizinha, talvez como forma de manifestar gratidão por alguns minutos de atenção que lhe dispensávamos.
No verão de 1994 mudámo-nos para cá e desses costumes assim como do hospitaleiro vizinho, resta a lembrança na nossa memória.

Ontem, cerca das 16,30 senti-me reportada a essa época! Ouvimos tocar a campaínha e demorámos alguns segundos a atender, eu por estar ocupada na cozinha, o meu manel por achar sempre que a função de abrir a porta é tarefa que cabe à dona de casa, dizendo frequentemente:

- Vai lá! Não deve ser para mim, ou se for, não deve ser para me darem nada!"
Quando abri a porta não vi ninguém. Avancei até ao portão e descortinei ao fundo da rua, prestes a entrar na estrada principal, a traseira dum BMW azul escuro, deduzindo que se tratava do meu amigo "Baixinho" que mora a 3km da minha casa.


Voltei para dentro e junto à porta, sobre o tapete, recolhi esta caixa de dióspiros, especialidade que neste preciso momento acabo de descobrir que também é conhecida, imaginem, por "erva-das-sete-sangrias " heheh



39 comentários:

Laura disse...

Olá, deves ter lido mal, nunca li esse nome e deve ter sido tirado do livro de receitas do drácula...
Adoro dióspiros madurinhos e a neide idem, de resto nem cheirá-los, nenhum deles gosta, detestam ver aquilo a esborrachar-se...quem sabe podiamos fazer um licor...a minha mãe tem imensos e cai tudo para ali no meio do chão, ela dá a quem quiser, mas poucos gostam..é uma fruta linda de bela cor e melhor sabor...
beijinhos ó pascoalita, mas que rico amigo, ele que traga medronhos que é bom..a não ser que os coma todos...a ver se cresce...

Pascoalita disse...

Laurinhaaaa
Como adivinhaste? No tal livrinho que há dias comprei no quiosque, tem uma receita de "geleia de dióspiro" ... lembrei-me logo quando vi a caixa cheia deles eheheheh
Bem, mas da caixa, já não restam muitos.
- No Domingo comi logo 2;
- Mandei 4 pelo meu filhote para o meu filho emprestado, o "corujinho Vasco;
- Hoje trouxe 4 para a D. Sofia que, segundo a africana, se "delambe" eheheheh

Pascoalita disse...

Laurinha,

Esta ideia de me trazer dióspiros, surgiu exactamente na sequência duma conversa em que me prometeu arranjar-me medronhos (não posso aqui dizer onde tenciona "pescá-los" eheheheh) dado que é um fruto raro e difícil de encontrar no mercado)
Também tenho uma árvore de dióspiros no meu quintal, mas este ano apenas conservou meia dúzia de frutos ... os restantes caíram logo na formação.

Adrianna disse...

Não aprecio fruta madura ... os dióspiros é mesmo a excepção à regra :b)

Jotabê disse...

Não acho estranho as pessoas, vizinhos habitualmente, partilharem ‘coisas’, eu moro numa zona de vivendas e entre nós também há esse hábito de partilhar, o que eu acho estranho nesse relato teu, é o facto do vizinho te oferecer diospiros e não esperar alguns segundos, como referes, para um ‘olá vizinha como estão todos, tem aqui uns dióspirozinhos lá da minha quinta’.

Eu sinceramente não conseguia ir oferecer algo a alguém, e deixar as coisas no chão e ir-me embora, mas isso sou eu que, por um lado sou um tagarela, por outro…

Será que estamos definitivamente a perder o hábito de falarmos uns com os outros?

E o partilhar de ‘coisas’ seja o ‘último dos moicanos’ do relacionamento humano?

Atenção, isto não é uma crítica, é só uma dúvida em forma de constatação, ou vice-versa.

:|
:)

beijoca

Pascoalita disse...

Jotinha,

Para tudo há uma explicação eheheh
Na altura tb estranhei o facto. Mas ontem, liguei-lhe e percebi. O portão encontrava-se aberto, o meu peogeot estava guardadinho na garagem, mas o Fiat tipo, o carro dos rapazes não se encontrava, pelo que o senhor depreendeu que não estávamos em casa.
O que mais estranhei foi a minha Nikita não ter dado sinal à abertura e fecho do pequeno portão.
O meu manel não é muito comunicativo, não conhece ninguém por ali... a tagarela da família sou eu!
Qdo vi o carro a afastar-se ocorreu-me que me tinha vindo trazer medronhos,devido a uma conversa que dias antes tinha tido com ele, o que me valeu um raspanete do mê manel ...

- "só tás bem a incomodar todo o mundo!" ahahahah

Mas, tens razão, à medida que a aldeia vai crescendo, esses costumes vão dando lugar aos hábitos das grandes cidades em os contactos se resumem a um mero cumprimento.

Pascoalita disse...

Já agora, ficam a saber que durante a conversa, o meu amigo Sr. Sérgio (vulgo "Baixinho") confidenciou-me que gosta muito de doce de Chila, mas não sabe fazer!

Por outro lado, eu lamentei a dificuldade que tenho actualmente de encontrar a matéria prima.

Ficou então combinado que ele procuraria as abóboras e, caso encontre, eu farei o doce e fornecer-lhe-ei um frasquinho dele eheheheh

empregadita disse...

ó nina, a erva de sete sangrias é outra coisa que não um fruto. era uma ervita que a minha avó colhia no monte para fazer um chá, já não sei para que maselas. mas ela lá o tomava e eu nunca mais ouvi falar dela a não ser agora que me avivaste a memória. ainda a vou procurar e depois digo-te o que é. :)

Pascoalita disse...

eheheheheh
As coisas k a gente aqui aprende!
Empregadita, que culpa tenho que o meu dicionário seja aldrabão???
Ora pesquisa aqui ...
http://www.priberam.pt/dlpo/dlpo.aspx

empregadita disse...

Aí vai como o prometido :) se encontrares toma que não te faz mal :)não há mal que te pegue :):):)

"SETE-SANGRIAS – Existem 14 espécies. Não confundir com a árvore sete-sangrias. Sete-sangrias é usada contra febres, moléstias venéreas, sífilis; sudorífica; diurética, faz baixar pouco a pouco a pressão alta, combate o colesterol, ajuda a emagrecer, alivia e fortifica o coração, depurativa do sangue, limpa os intestinos e rins, eficiente contra diarréia e reumatismo."

E.Adriano disse...

Menina Pascoalita


Como gosta de passear, lembrei-me de contar e pedir (mesmo sabendo que não é um consultório) o seu conselho sobre o seguinte :

Este ultimo fim de semana seguia eu no meu opel corsa 1.2, algures no Ribatejo, quando avisto ao longe, vindo em sentido contrário, um carrão vermelho, o carro a aproximar-se quando descortino que é um FERRARI TESTARROSA, ...... então fixei o meu olhar na viatura e quando a mesma passa olho para o interior do mesmo e vejo algo que me fez alguma confusão.......

O condutor ia a tirar macacos do nariz, ora bolas, ou melhor ora essa.

Então questiono: não deveria ser só os condutores de carros vulgares a tirarem os respectivos macaoides do nariz, isto é os condutores de opel corsa, por exemplo? Ou podem os condutores de Ferraris Testarossa tirar macacos do nariz também ?

Sem mais de momento e desde já agradecendo a sua resposto, despeço-me de si com a respectiva beijoca interrogativa.



....

NINHO DE CUCO disse...

São essas atenções que fazem a diferença. Sentimo-nos reconfortados, amados e dignos de atenções. É o que se perde nas grandes cidades e nos subúrbios de desenraízamento e de solidão.
Gostei muito.

Laura disse...

Eu só estou à espera de começar a ouvir para falar com a minha vizinha da frente de varanda para varanda, e adoro meter conversa, mesmos endo surda...e os bons tempos já lá vão e as pessoas tornaram-se desconfiadas dos vizinhos porque agora parecem boa e gente e nem são e assim, antes que o mal pegue, nem começam o convivo, precisavamos de ser como as mulheres desesperadas, mas que bela vizinhança...
A minha mãe tinha gilas e lá ficavam no chão apodrecer, cá em casa, fora eu não gostam...Medronhos não apanho nem nunca vi à venda...eu bem te disse que se era erva era erva e não dióspiros...

Pascoalita disse...

E.Adriano,

Ora vejamos se a minha resposta está à altura da pergunta:

Meu bem, o Senhor dum FERRARI TESTARROSA nunca tira macados do nariz! Quanto muito pode, disfarçadamente, coçar a penca, ou ou "limpar os aposentos" ... o condutor do corsa só pode ter má visão e detorpa, suponho que não intencionalmente, o que vê.

Não sendo isto um consultário, posso no entanto indicar-lhe um bom oftalmologista, ou melhor, acompanhá-lo nos seus passeios, pois 4 olhos devem ver melhor do que 2, não???

A resposta leva um jinho na ponta :)* :)*

Pascoalita disse...

ninho de cuco,

Há 15 anos atrás, o local onde moro era uma aldeia genuína, onde ovelhas e vacas pastavam descontraidamente e o trânsito parava para os animais atravessarem a estrada eheheh

Bastou uma auto-estrada para tudo isso desaparecer e o local transformou-se em poucos anos.

Apesar disso, ainda deixo a porta que dá para o meu quintal, janelas do 1º andar e portões abertos.
Por exemplo a empresa que me fornece o gás, entra sempre quwr esteja ou não alguém em casa;
Tenho um vizinho amigo que qdo quer coentros me bate à porta e se não estivermos, entra à procura deles eheheheh

Zeca Paleca disse...

BVejam lá se isso não dá uma diarreuia do caraças!!!!!

Venderam o burrito no
http://www.lusoprosecontras.blogspot.com

Recebi um SMS para continuar... pronto!

Eheheheheheheheheheh

Zeca Paleca disse...

Vejam a diarreia!!!!!

Estou mesmo com falta de treino.


Eheheheheheheh

Laura disse...

Deixa-me sair que há quem não cheire bem e não tem a obradeira à mão, ofereço-lhe a minha ó senhor zequinha...

SILÊNCIO CULPADO disse...

Essas atenções dos vizinhos são simplesmente encantadoras. Revelam relações de solidariedade, há muitas perdidas no tempo, e devoradas pelos locais que servem as grandes cidades onde há de tudo um pouco. Imagino-te num cenário idilico, amada e reconfortada como tu mereces.

Ahlka disse...

Gosto de olhar para diospiros, mas gosto ainda mais de vê-los em tacinhas.
Infelizmente, por muito que olhe para eles, teimam em permanecer com casca, logo acabam por apodrecer por não virem já prontos a comer.
É que não sei qual a técnica que usas para descascá-los, eu cá fico com um certo nojo do chiqueiro que faço ;)

Mas não posso deixar de reparar nas qualidades da erva das 7 sangrias ..Ó 'pregadita, atão essa erva dá prós 2 lados? é purgante e anti-diarreica? Será uma erva política? ;)

Os medronheiros podem ser plantados nos jardins, eu tinha uma data deles. Pascoalita, se quiseres um, levo-te.

Laura disse...

Ó pascoalita, olha que presente caído dos céus, a alkinha dá-t eum medronheiro, ó pariga aceita já e ós pois temos licor quando te for visitar...
jinhos

Laura disse...

Nina Alkinha eu descasco os dióspiros, ou se forem nitos e sem defeitos, corto-os com a casa depois de os lavar, e ponho numa tacinha e como como e recomo, ai que bom, até sei fazer dióspiro em gestual é como se esborrachássemos numa mão, depois de tirar da outra..lindo...

Pascoalita disse...

Tens toda a razão, Ahlka!

Ainda há pouco comentava com a nina africana que nunca vi servir dióspiros num restaurante ... não sei qual a técnica que se usa, ou seja: Como se come, de forma socialmente correcta eheheh

Mas uma coisa é certa ... não fico a olhar para eles, na taça, à espera que se descasquem sozinhos e tb não os como com a pele, não senhor eheh

Tenho a minha própria técnica que consiste em comê-los em pé, junto ao lava-loiça, mantendo-o numa mão e com a outra vou-o descascando aos poucos e comendo, pois de contrário desfaz-se eheheh

Já os tenho preparado para o filhote comer e é claro que fica uma "papa" desforme no prato ... parece que já foi mastigado e ca**** eheheheh

P.S. (1)
Ao pesquisar, fiquei a saber que é rico em vitamina A, B e C e tem propriedades anti-oxidantes. E, vejam só, devem ser comidos com pele e sementes ... ora viste??? eheheheh
P.S. (2)
Claro que gostava de ter um diospireiro (é msm assim que se chama? eheheh) ... acho o arbusto bonito, sobretudo qdo está cheio de frutos, mas neste campo tenho de consultar o mê manel, sabes? senão corro o risco de ver a árvore ser "enjeitada" eheheh

cusquinha endiabrada disse...

Também como assim os dióspiros, em pé junto ao lava-loiça, para ir lavando as mãos ... fico toda lambusada eheheheh

Adrianna disse...

Não sabia que se comem com casca ... penso sempre que esta á áspera.
Da próxima tentarei come-los sentada à mesa com garfo, faca e colher ... à granfina eheheh

Pascoalita disse...

Associo os dióspiros a uma estória.
Qdo era miúda fui algumas vezes apanhar azeitona com a minha mãe para um olival que ficava junto ao uma grande quinta e avistávamos belos frutos vermelhos!

Lembro-me de ter pedido aos putos da quinta que nos desse alguns e de eles no-los arremeçarem.

Parece que ainda sinto a minha boca áspera da tentativa para os comer e durante mais de 20 anos ninguém me falasse em dióspiros eheheheh eheheheh

Rui Caetano disse...

Os dióspiros são muito bons e aconselho por experiência própria.

Laura disse...

Nina, eu arranjo-os na altura de irem para a mesa, apenas para duas pessoas..eu e neide. lavo-os e corto aos bocados, só tiro aquelas cosias pretas que por vezes trazem...se forem maduros demais nem gosto, mas duros também não... e claro, fora da refeição faço como a ti, mangas arregaçadas e a agua a lavar o que escorre pelos cotovelos, e ós pois as beiças tamém e ficamos comidas ehhhhh...
São bons para tudo, fazem bem a tudo, só que muita gente tem-nos nos quintais e deixam-nos cair, os d am mãe vão pás galinhas...

Jotabê disse...

dióspiros com requeijão..

hummm, que boommmm

Pascoalita disse...

Jotinhaaaa

hummmm gostas mesmo? não sei porquê, mas vindo de ti cheira-me a provocaçãozinha eheheheh

Acho que hoje a "artolas" sou eu ahahahah

africana disse...

dióspiros com requeijão..
Pois nunca ouvi falar nesse "casamento" mas..se calhar..não se come também requeijão com doce de abóbora?!
ou será que a Pascoalita tem razão?hahahhaah

Ó Alka..ahahaahaha, realmente se convidares alguém a jantar em tua casa,e quizeres fazer boa figura, nunca sirvas dióspiros como fruta, ahahaahhahhah.A casca, se estiver maduro, é só pegar no garfo e com a ponta enrrolar como se enrrola o esparguete!aghahaahaha, sai tudo e nos entretantos, ele esbodega-se pela tacinha afora! ahaaaaaaaaaaahaha

..Bejam lá se isso não dá uma diarreia do caraças!!!!!

..Deixa-me sair que há quem não cheire bem e não tem a obradeira à mão..

ISTO É QUE VAI AQUI UMA AÇORDA!!!

Pascoalita disse...

Eu bem sei porque duvidei do que disse o Jotinha ... já não é a primeira vez que o jotinha "faz umas misturas esquisitas com o requeijão" e não me esqueço de que a Ahlkinha não gosta do dito cujo. Ora, juntando isto ...

Só já me restam 5 ou 6 dióspiros da caixa em cima! Mas no meu quintal tenho um diospireiro com uns míseres 5 ou 6 quase maduros que me aguardam.
Fazem bem sim e em "açorda nunca comi nã senhor menina africana ahahahahahahahahahahahah

Gilinho disse...

Pascoalita nunca ouvi falar nesta fruta, mas pela foto achei muito parecido com romã que não sei se vocês conhecem, tem a casca bastante dura e o interior é cheio de sementes com um gostinho ligeiramente azedo.
Mas bom proveito.

Pascoalita disse...

Gilinho querido,

Não tem nada a ver com romã, apenas se assemelha na forma.
Esta tem a casca rija e o interior é composto por pequenas sementes (bolinhas vermelhas).

- A pele do dióspiro é finíssima, assemelha-se um pouco ao tomate;
- Não tem sementes ou estas são minúsculas;
- Todo o interior é comestível.
- Se não estiver suficientemente maduro, ao comer-se deixa a boca áspera;
- Ao atingir o grau de maturação ideal, o melhor é comer-se à colher, senão desfaz-se.

Mas tem um sabor agradável e é muito rico em vitamina A,B, e C e actualmente é muito recomendado e equiparado às propriedades dos frutos vermelhos!

Encontrei na net a imagem dum diospiro aberto e coloquei ao lado dos meus, para conheceres.

Jinho grande

Bichodeconta disse...

que delicia, estou de água na boca.. É bom ter vizinhos assim..bom fim de semana..um beijinho, ell

Ahlka disse...

Eu bem sei como se descasca um diospiro, sempre assim os descasquei até descobrir que, ao amdurecer o diospiro cria bicho junto ao caule.
Como não sou grande apreciadora de carne crua, tenho de começar sempre por tirar essa parte, o que já não permite o descascar tradicional.
Desculpem ter-lhes retirado a inocência ;)))))

Pascoalita disse...

Ah! Afinal a manina Ahlka conhecia a técnia. Muito me admiraria se assim não fosse eheheh

E não me tiraste a inocência, não! Até ganham 2 tipos de bichos ... uma espécie de piolho parecido com a cochonilha e pequenas larvas que suponho resultem de picadas de mosca.

O curioso é que estes do meu amigo Sr. Sérginho, estão maduríssimos e não têm "carne" (até já os espiolhei à lua! eheheh) e ele afirmou-me que lhe tinha feito qq tratamento tratamento :)

empregadita disse...

Ó meninas Ahlka e Pascoalita, perante a dificuldade no descasque do dito diospiro só vos posso dizer que eu os como com duas colheres, quando estão mto madurinhos que é assi q eu são bons, nada de descascanço. 2 colheritas e não dá lavoura nenhuma na mesa. Continuação de bom apetite....ah! mas cuidado que os ditos são altamente caloricos.....dizem!

Pascoalita disse...

Olhem a empregadita a pregar sermões à "entidade patronal" eheheheh "altamente caloricos"?!? Agora é que me avisas??? Já os papei todinhos! ahahahahah
Ali atrás, onde se lê "lua" deve ler-se "lupa" como já devem ter percebido ahahahahah