segunda-feira, dezembro 27, 2010

Uma aposentada na cidade ...

Enquanto desempenhei a minha actividade profissional, acumulada com as funções de esposa, mãe e dona de casa, lamentei sempre a falta de tempo que de tão exíguo nem me permita gastar as solas dos sapatos no calçadão da capital! Fui acumulando desejo atrás de desejo, cuja realização era sistematicamente remetida para o futuro, para o dia em a almejada reforma me haveria de devolver a disponibilidade!!! Planos eram mais que muitos e esse dia chegou recentemente.

Após alguns dias de descanso na casa de campo, residência permanente há já vários anos, chegou o tão ansiado dia de voltar à cidade, agora na qualidade de "aposentada". Durante a viagem, fui planeando, mentalmente, o meu dia:

- Pelas 10h tomaria café com a ex-colega, a nina "africana", aproveitando para me libertar do saco das nabiças fresquinhas, apanhadas de manhãzinha pelo meu hortelão; o outro saco, igualmente volumoso, também mudaria de mãos um pouco mais tarde, quando o filhote se encontrasse comigo, como estava combinado.
Uma curta visita à minha amiga Inês, fazia igualmente parte dos planos, almoçaria uma "chandocha "no "Molha o bico", desceria a pé até à baixa, a fim de trocar o presente de Natal que o meu caçula rejeitara, seguir-se-ia uma passeata até à Sé, uma ideia que me ocorre há muito, tendo inclusive incluído a máquina fotográfica na mala e decerto ainda sobraria tempo para entrar numa loja, imaginando-me já de posse de sacos leves e coloridos, bem mais fáceis de transportar, sobretudo se contêm "miminhos" para nós" eheheheh. Por fim, apanharia o Bus que me levaria a Miraflores, onde o meu hortelão ficara de me esperar, para uma consulta conjunta no instituto de oftalmologia (tudo muito bem calculado eheheh)

Porém, os planos saíram furados e acabei por passar um dia péssimo, maldizendo a capital e chegando mesmo a jurar tão depressa não voltar eheheh

A primeira parte do plano correu como previsto. Depois da "chandocha" engolida à pressa, mudei de tasco e aí bebi um café na companhia da nina Africana, libertei-me de um saco, mas tinha-me esquecido completamente que combinara recolher um outro, que continha os meus últimos haveres deixados na chafarica, ficando assim na posse de 2 sacos de novo! Não fosse esse facto e rejubilaria ao ser informada do cancelamento do meu encontro com a Inês, o que me deixaria mais tempo livre para a passeata.

13:00 horas:
- "Mãe, não posso ir ter contigo ... deixa lá, não troques o cachecol" !!!

O SMS funcionou como uma dose dupla de um poderoso sedativo! Que fazer agora? Sentava-me num snak ou restaurante? Seria boa ideia, se não estivesse sem fome e àquela hora não estivessem todos cheios! Um banco de jardim seria boa ideia noutra altura do ano, mas o tom cinzento-escuro e as núvens negras que pairavam sobre a minha cabeça, depressa me desencorajaram. Que faria até às 16 horas?

Em passo lento desci a Av. Duque de Loulé, enquanto me questionava se seria sensato caminhar nas ruas da baixa de Lisboa, carregada com aqueles 2 gordos sacos. No quiosque do Marquês de Pombal comprei uma revista e quando dei por mim estava sentada na paragem da Rua Joaquim António de Aguiar, onde permaneci triste, frustrada, desiludida e gelada até aos ossos quase 3 horas, até que achei ser oportuno apanhar o Bus que me levaria a Mira-Flores.

E foi assim, inesquecível e fantástico, o 1º dia de uma aposentada na cidade eheheh

16 comentários:

Cusca Endiabrada disse...

Olhem só para estes preparos ...

Assim vestida, num tempo destes, estavas à espera de quê? Nem sei como ainda pias ... não morreste congelada?

ihihihih

Zé do Cão disse...

Mas a Av. Duque D'Avila, não é plana?
Porque a descias?
Porque não apanhaste o 28 junto à Sé depois de ir ver a Igreja de Stº António de Pádua (e Lisboa),passeavas entre a tralha da Feira da Ladra, ias até ao Miradouro e vias o Mar da Palha, Cacilhas e com a ajuda de uns binóculos miravas a "Ponta dos Corvos" e o Catamaran nas suas viagens de vai e vem a caminho do Barreiro.
Dei-te aqui uma boa sugestão para um passeio de reformada.

Biquinhos

Pascoalita disse...

Sim, amigo Zézito. Mas é conveniente não levar sacos, não achas?

Ai, ai, nino :)* Quando trabalhava estava limitada pelo horário de trabalho, agora que a disponibilidade é mais que muita, qualquer pretexto serve para me enroscar na toca eheheh

Ah! Mas deixa vir o bom tempo e depois conversamos ... vou estudar bem o roteiro e visitar cada cantinho da nossa Lisboa, olá se vou!!!


jinhos

Espaço do João disse...

Parece-me bem que em tempos te disse qualquer coisa sobre a reforma. Se bem me lembro rezava o seguinte:-
A reforma só vem modificar a vida numa coisa; a falta de cumprimento de horários. Quanto a trabalho, ele aparece a redobrar.
Um dia dirme-ás se é verdade ou não.

Teté disse...

Epá, isso de vir passear para Lisboa carregada de sacos não é boa ideia. A não ser que os deixasses num local, fosses ao passeio e voltasses para os buscar no final. Mas com essas voltas todas um bocado distantes, era uma canseira em duplicado.

Para a próxima vem sem sacos e tens o problema resolvido! :)

Jinhos!

Parisiense disse...

V~e-se mesmo que não estás habituada a ser "aposentada".
Isto foi só o primeiro dia, a primeira vezx.....vais ver que para a proxiam, em vez de levares sacos, levas-te só a ti.....em vez de ires ver o filhote, vais ver um amigo que almoce contigo, que disfrutam os dois de um belo passeio pela Sé em que ele te tire fotos lindas e em que regresses a casa lá para as 8h da noite e digas......amanhã volto a Lisboa.

Estás a ver como é que se faz?????Pois linda quando fores passear não programes nada nem com ninguém.....na hora ligas e combinas, pois assim não terás frustações.

Boa aposentadoria.
Beijokitas grandes

Cusca Endiabrada disse...

Eu acho que se aplica aqui o ditado que ouvia ao meu avozinho ...

"Quando não se quer f**** até os pintelhos estorvam"!

Acho que os sacos só servem de desculpa para ficares no choco ihihih

dentadinhas

Pascoalita disse...

Olá, Amigo João :)*

Lembro-me desse conselho, sim! Também um amigo me alertou mais recentemente, mas sou mais teimosa que nem uma mula e como dizia a canção do Variações, "só estou bem onde não estou"

Ah sim os afazeres aumentam, claro! E uma das razões será porque à medida que o tempo passa, ficamos mais lentos eheh

jinho e um excelente 2011

Pascoalita disse...

Ora, menina Teté, uma saloia em Lisboa sem sacos ou sem trouxa à cabeça é como peixe fora de água eheheh

Tenho programada para amanhã, mais uma ida à capital, mas com a ameaça de temporal, desta vez o peso dos sacos até me dará jeito, para evitar que levante voo eheheh

Boas saídas e óptimas entras ... que 2011 seja um Bom Ano para ti, Amiga

jinhos

Pascoalita disse...

Olá, minha querida homónima :)*

Bons conselhos, Amiguinha!
Mas não conheces aquele ditado "por mais que tente, não me faço"? eheheh

Ou aquele "quando a cabeça não tem juízo o corpo é que paga"?

Hummm ver me organizo e mudo de estratégia no próximo ano eheh

Um Feliz Ano Novo

jinho grande

Carlos II disse...

Benvinda ao clube dos reformados!

Bom Ano de 2011!
Beij.

Parisiense disse...

Então aposentada, onde andas????? Sem tempo para mudar o post é????
Olha que já estamos em 2011.

BOM ANO 2011

Parisiense disse...

Então aposentada, onde andas????? Sem tempo para mudar o post é????
Olha que já estamos em 2011.

BOM ANO 2011

Laura disse...

Pra repetir atér a exaustão. Hás-de ter mais desses dias cheios de encantos mil, ehhhhhh.

E já agora não vais ao resteas? tel lá material a preço de saldo..
Avinha-te rapariga, pensei que a desculpa era o trabalho mas agora nem siso, vá lá, anda rir...
e no dia que vim de Lisboa, a 13 estive seis h quase a espera do comboio, se fosses para Santa Apolónia tinhamos passado o tempo na treta, mas, não deu...

beijinhos
laura

Folhetim Cultural disse...

Olá neste sábado em meu blog minha coluna poética, uma homenagem ao grupo Roupa Nova e Bruno Martins no chá das 5. Conto com sua visitá lá.

informativofolhetimcultural.blogspot.com

Magno Oliveira
Folhetim Cultural

Pascoalita disse...

Zezito,

Só agora me apercebi de que cometi uma gaffe!
Claro que me referia à Av. Duque de Loulé e não Duque d'Ávila eheheh

E claro que segunda é plana eheheh